segunda-feira, dezembro 12


Actualidade

Não tenho estado muito atento à actualidade política portuguesa, mas mesmo assim não pude deixar de reparar que os debates televisivos entre os candidatos à presidência da república estão muito mais politizados e educados. Parece que, subitamente, os políticos renasceram das cinzas que nem fenix. Porém, um olhar mais atento repara que, afinal, esta "educação" não passa de uma nova estratégia assumida por todos para tentar ludibriar a população e não a tal ressurreição que primeiramente é levado a pensar. É triste! Os nossos políticos já usaram de tudo. Ainda assim, só pioraram... é lamentável!
Mas nem tudo são más notícias: parece que há já aí pessoas que entendem o que se passa. Falo no nosso ministro dos negócios estrangeiros, Diogo Freitas do Amaral. Com toda a imparcialidade e destreza, anunciou o objectivo de Portugal no mundo: a Missão Atlântico. Esperemos que consiga alguma coisa...

13 comentários:

Padeira de Aljubarrota disse...

Esta é, provávelmente, a única forma de controlar o arruaceiro do Soares e evitar que este monopolize, como é seu costume, o tempo de antena. Pessoalmente concordo com este novo formato dos debates.

besta mecanica disse...

Este novo formato serve exactamente para proteger a democracia do populismo e ataques baratos. Permite uma maior concentração dos candidatos na apresentação de propostas e consequentementes a um discurso com tendência menos demagógica. Claro que com a quantidade de candidatos de esquerda é impossível não haver populismo, demagogia. É impossivel haver verdade, sinceridade, objectividade e coragem para proteger a Naçao.

BastonadasNacionais disse...

A mim parece-me é que como têm todos telhados de vidro, ou seja... não têm nada de novo, nem de mais valia a dar ao País... portanto não se atacam muito e não agitam muito para não terem de mostrar ao país que não trazem nada para dar a Portugal!
Preferem manter o low profile...

Um abraço

Mestre de Aviz disse...

Concordo com o Bastonadas.

Ze do Telhado disse...

Não discordando com os meus camaradas, bastonadas e mestre, julgo, porem, que um debate não é nem deve ser um rixa. Como tal, o formato parece-me correcto. Os candidatos é que podiam ser bem melhores.

Sr. da Razao disse...

Nao sabia disso do freitas do amaral. Missao atlantico... ké isso? podes explicar mestre de avis?

obrigado

Quanto ás presidencias... como o voto em branco "ainda" nao tem nenhum significado pratico, em falta de melhor, e ja q o resto é esquerdalha, irei votar no cavaco. É pena é ser mais um membro da "ditadura" democrativa (Ps,PDS,PSD,PS,PSD,PS,PS,PSD, quando vem PP "fascistas!!!") em q vivemos.

Mestre de Aviz disse...

Sr. da Razão,

A Missão Atlântico está ligada ao mito do Quinto Império e significa que Portugal será o centro da Europa e as colonias portuguesas o centro de cada continente em que se econtram. Assim, o Brasil será o centro da América; Angola e Moçambique o centro da África; Timor, Goma, Damão e Dio o centro da Ásia.
Esta missão começou no século XV e stende-se até aos dias de hoje. Entende-se como centro, o foco de maior influência.

Cumprimentos

Mestre de Aviz disse...

queria escrever Goa.

Liliana disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Hamokes disse...

Boa noite,
Agradeço desde já a explicação, no entanto, para conseguir perceber melhor, qual o seu sentido pratico (do " tratado")?

Ze do Telhado disse...

Apesar de ter sido feliz no anuncio do objectivo "Missão Atlântica", nunca é demais recordar que o Prof.Freitas do Amaral é um traidor da Pátria, mais um "guloso" do sistema, que só vê cifrões e sem coluna vertebral.

zezinho xiribi disse...

TOTALMENTE apoiado. Traidor uma vez, traidor sempre. Sem contemplações quando o assunto é a Nação.

Já agora, muito bom o blog.

Saudaçoes

Anónimo disse...

I have been looking for sites like this for a long time. Thank you! »