terça-feira, março 28


O Processo Português de Desenvolvimento

Portugal, até 1986 não passava de "um País à beira mar plantado". Começámos por ter uma economia proteccionista que, embora protegesse os valores, a cultura e a géneses nacionais não permitia a entrada de grandes capitais nem dos grandes ideais globais.
Deu-se o 25 de Abril e Portugal "andou à deriva" durante vários anos. Este longo processo atrasou Portugal cerca de cinquenta anos em relação a outros paíeses europeus, nomeadamente à vizinha Espanha.
Em 1986, Portugal entrou no sistema-mundo. A CEE, agora designada de União Europeia foi um simbolo importante da economia global de mercado e permitiu a Portugal fazer parte de uma das três grandes potências mundiais (Estados Unidos da América, União Europeia e Japão). Há, no entanto, vários problemas que se prendem com este processo. Embora Portugal se tenha desenvolvido de uma forma exponencial, aumentou a sua dívida externa, a economia destabilizou e surgiram vários problemas ligados com as migrações. Portugal é hoje um País cada vez mais multi-cultural, com enormes problemas sociais, políticos e económicos.
Não podemos, no entanto, dizer que a entrada de Portugal na UE foi algo catastrófico, como muitos nacionalistas ousam dizer. Este é um tempo de mudança e Portugal não pode estar sozinho nesta era. Portugal deve sim discutir os problemas europeus e erguer mais uma vez a sua voz. Nós, Nacionalistas, defendemos uma Europa com estreitos laços económicos e militares, mas não uma Europa Federal, em que a soberania das Nações é posta em causa em prol de valores económicos. Não queremos uma Europa a caminhar para o socialismo democrático. Queremos sim uma Europa em que os valores de cada Estado-Nação se elevam em relação aos valores económicos do Mundo. Não podemos esquecer também a parte social: os países europeus têm de enfrentar os problemas migratórios, a miscigenação e os conflitos religiosos.
Creio que Portugal pode desempenhar um papel importante neste processo europeu.

Por um Portugal forte, numa Europa de Estados-Nação e por um Nacionalismo de futuro!

Viva Portugal!

12 comentários:

besta mecanica disse...

Não existem três potências. Esqueceste-te da China e dos outros países orientais que, neste momento, já ultrapassaram a UE. De Resto, texto impecável. A ideia Europa das Nações é fundamental para o avanço do nacionalismo e consequentemente para a sua concretização efectiva.

Viva Portugal

Cumprimentos e continuação de bom trabalho

Mestre de Aviz disse...

Ainda se considera a tríade (EUA, UE e Japão) como as tres grandes potencias mundiais. Ainda assim, esses nichos de desenvolvimento têm que ser, futuramente, considerados.

Cumprimentos e obrigado pelo comentário.

coitadinhodemimqtenhoconhecimentodesteblog disse...

Então que tal vai a masturbação dessa pila pequenina? Tem corrido bem? Suponho q sim uma vez q os teus artigos são magnificos. Tenho pena de não ter 1 pilita 1 pouco maior parab te enfiar na boca. Apenas na tentativa de te calar.
Eu sei que te excitei...
Só o pensar nisso deixa-te louco...
Como estão o papá e a mamã?
Cada vez mais gordinhos... suponho...

Mestre de Aviz disse...

quem será este atrasado mental?

o encoberto cibernético disse...

vocês acreditam mais no Quinto Império que eu. Adoro vir aqui pela forma como vocês olham o país com optimismo e nostalgia...

besta mecanica disse...

deve ser a peppa...como ta com medo mudou o nome...quase de certeza.

Ze do Telhado disse...

que paparuco LOOL

Mestre de Aviz disse...

Muito obrigado pelo comentário, caro encoberto cibernético. Acontece que acreditamos que Portugal tem algo reservado no Futuro, algo que fará dele, de novo, um grande País!

Besta Mecânica, agora que penso nisso, é mesmo o tipo de comentário da tal peppa. Que imbecil!

Cumprimentos

Anónimo disse...

isto parou?

Ze do Telhado disse...

Não. Nós gostamos de dar tempo aos nosso visitantes para comentar cada post. Se bem que se calhar isto irá abrandar nos próximos dias por causa das férias.

Cumprimentos

Flávio disse...

A nação! lol A minha nação é onde estão as minhas pernas.

Anónimo disse...

Really amazing! Useful information. All the best.
»