sábado, junho 17


Irresponsabilidade jornalística - Comunicado oficial do PNR

Após o período conturbado em que os media, de um modo geral, tentaram associar o Partido Nacional Renovador a acontecimentos que lhe são totalmente alheios (dos quais destaco o caso mais flagrante: o da reportagem que se seguiu de ordem de prisão a Mário Machado), vem este orgão político dar conta do seu repúdio pela difamação de que vem sendo vítima.


Este assunto fez-me recordar o (ainda) ressabiado Manuel Maria Carrilho e a sua mais recente e execrável edição, já tão humoristicamente apelidada de Um livro do Carrilho. Num ponto há que concordar com Carrilho, a classe jornalística é, e aqui sublinho, de um modo geral, uma escória aproveitadora dos fracos de espirito, um bando de manipuladores sem escrúpulos, gente vendida e sem o minímo de moral ou até mesmo ética profissional.




Quanto ao referido comunicado, julgo que dispensa qualquer tipo de comentário, razão pela qual deixo apenas a ligação ao site oficial do PNR.


http://www.pnr.pt/

8 comentários:

Ze do Telhado disse...

Não vamos descansar nesta luta pela liberdade de expressão. A verdade nunca morre!

Anónimo disse...

Bom post, felicidades ao retorno deste colaborador. Entra em grande, sim sr. Quanto ao post, não podia ser mais oportuno, julgo que a resposta do PNR esta excelente, só peca pela pouca visibilidade que vai ter. Eles deveriam fazer uso do Direito de Resposta q lhes assiste. Isto atrav+es de uma conferencia de imprensa sem deturpaçoes mediaticas, transmitida em directo...mas nao, isso so aconteciia se tivessemos a falar do BE ou do PCP..aí sim...mas com o PNR é diferente...ha medo pq a verdade é assim.

Anónimo disse...

kéru sò de diser k axu êste blógue nâssiona-lista um ispetàkulu, buè d baril + tòtile tb! parbns!!!!!!! Vâ-mus d mustràre ò mundu k sêmus fórts + us milhors du mundu! tms futebòl.fàdu.pímba.bakalhàú. peráias. i sêmus tòtile trblhdrs vamus d lvr o pateria pra frent! forss-a pnr prtd du m/ kurassâu!!!!!

Santos R. Queiroz disse...

O anónimo de 17 de junho tem toda a razão. É esta a triste realidade a que assistimos.

Quanto à comparação da resposta do PNR com a reacção de Carrilho, não devemos esquecer que Manuel Maria é um dos dirigentes do maior partido do sistema e não sabe reconhecer a fraqueza de carácter que lhe é própria e que o PNR ainda e sempre é colocado à margem, como se fosse a personificação de um qualquer bando de malfeitores.

O que um denuncia (sem razão) é o que o outro deveria denunciar (e fá-lo, sem grande proveito, mas com muita razão).

Ze do Telhado disse...

Exacto, mas foi por essa razão que postamos sobre este assunto com uma remissão para o site do PNR. É incrível o terrorismo político a que estamos a assistir em Portugal neste momento, contra os nacionalistas

sheffiield disse...

bom post

Pepa disse...

Assim como nem só da Frente Nacional se faz o PNR, nem só de meios de comunicação sensacionalistas se faz a Comunicação Social. Há profissionais muito competentes que merecem tanto respeito como o que vocês reclamam!Não se pode julgar o justo pelo pecador!

Ze do Telhado disse...

Serão respeitados os meios de comunicação que se derem ao respeito. Quando se fala de difamação não se refere que é feita pelos orgãos mais sensacionalistas. É exactamente por ser feita pelos que rogam a si a competência e a imparcialidade que nos indignamos. Não há media justo no que respeita a política. Há apenas pecador.