quarta-feira, novembro 22


A B O R T O - a barbárie III

" A mulher tem ou não tem direito ao próprio corpo? Interromper ou manter a gravidez é ou não é seu problema íntimo e privado?
É válido o princípio de que a mulher tem direito ao próprio corpo. Mas ao dela. E não ao de outra criatura, como é a criança que traz no seu seio.
O que ocorre na privacidade do útero materno, após a fecundação, é o crescimento e o desenvolvimento de um ser humano. E este deve ser objecto da total protecção não só da lei, mas do próprio instinto materno, que nem nos animais falha.
A privacidade do ventre não dá direito a que se mate dentro das suas paredes. Do mesmo modo como a privacidade de uma casa não permite que seus donos pratiquem assassinato dentro de seus limites (...)" .
IN Aborto 50 perguntas e respostas em defesa da Vida Inocente

8 comentários:

Anónimo disse...

LOOL voces e essas retoricas ridiculas sobre a Vida. Fodasse, a vida é o q é, nao precisa dessas protecçoes estupidas

Anónimo disse...

A mulher é uma vida que já se encontra desenvolvida, está completamente formada. Possui consciência e poder de decisão. Então, o que deve fazer perante uma gravidez que não é desejada, quando não está em condições de suportar a responsabilidade de trazer ao mundo um ser que vai ter de educar, de formar, de tornar consciente?
A decisão é dessa mulher, é ela quem deve decidir que rumo quer dar à sua vida. A sua vida é soberana em relação ao ser que está a desenvolver-se dentro de si, mas que não possui consciência nem é uma pessoa.
Quanto à questão do "instinto materno que nem nos animais falha", aconselho o visionamento de documentários sobre a vida animal. Nem tudo está cingido à biologia.

Ze do Telhado disse...

O seu aconselhamento, para mim, teria algum valor se não dissesse as barbaridades que disse. Um ser humano só vale se tiver poder de decisão. Bom, entao teremos de matar granda parte dos deficientes, ou de doentes graves, etc. Já que não têm poder de decisão, não interessam. E quem é o senhor para dizer que um ser humano tem o poder de decidir sobre a vida de outro?
Ou desrespeita completamente a vida ou então é completamente doido.
Quanto à questão da gravidez "não desejada", o meu próximo post ira, certamente, esclarece-lo.

Ze do Telhado disse...

Errata:" grande parte "

Vitório Rosário Cardoso disse...

CONVITE
http://antiaborto.blogspot.com/2006/11/convite-debate-sobre-o-aborto.html

anti-reds disse...

Gostava de ver tb discutido no vosso blog qual o papel do pai neste processo do aborto.Um dos direitos de toda a criança é ter pai e mãe.Nos tempos de hoje onde a tutela dos filhos é partilhada por ambos os progenitores onde fica o pai quando a criança se encontra na barriga da mãe?Não tem qualquer dever? Qualquer obrigação?
Quando esse pessoal de esquerda ( e infelizmente não só) afirma que o aborto é um problema só da mulher pois ela é dona do seu corpo e da vida que tem dentro dela ,esclareçam-me só isto: e o homem? não esteve presente?Não tem voto na matéria?vamos desresponsabilizar todos os homens do processo de concepção?
Deixo um apelo a todos os homens: não queiram ser palhaços neste processo, assumam os vossos deveres e exijam os vossos direitos!!!

Ze do Telhado disse...

Exacto. O homem, enquanto pai da criança, tem direito a exigir que se ouça a sua voz. Sem possuir direito sobre a Vida do feto, possui o direito a ser pai.

Obrigado pelo seu contributo

日月神教-向左使 disse...

av女優,aio,a片,日本a片,色情a片,成人影城,A片下載,情色,色情網站,色情影片,嘟嘟情人色網,成人網站,18成人,成人圖片區,成人貼圖站,微風成人,做愛,成人短片,性愛,三級片,無碼,a漫,h漫,自拍貼圖,85cc免費影片,走光,成人電影,成人影片,A片,A片下載,情色貼圖,情色,色情,a片,a片,a片