quarta-feira, março 21


Salazar na frente



Segundo o Diário de Notícias, António de Oliveira Salazar continua à frente na votação dos Grandes Portugueses da RTP. Com mais 22 mil votos que o segundo classificado, Dom Afonso Henriques, Salazar parece estar a um passo de se consagrar o maior português de sempre, por escolha dos espectadores da RTP.

Já Álvaro Cunhal foi recambiado para o 3º lugar, depois de algumas semanas próximo do líder Salazar, tendo sido ultrapassado recentemente por Dom Afonso Henriques.

Esta votação, embora insignificante a nível amostral mostra bem as preferências dos Portugueses. Será que os portugueses querem a Europa? Será que os portugueses queriam abandonar as províncias ultramarinas?

Estas e muitas outras perguntas serão respondidas (implicitamente) se o Prof. Salazar ganhar o concurso que terminará este Domingo. Resta saber se a direcção da RTP irá respeitar a vontade dos portugueses e o seu sentido de voto.

Esperemos.

13 comentários:

Anónimo disse...

fodass oh caralho.. muita bem ó salazar granda portugues sim sr..o caralho! um filho da puta como os que hoje nos continuam a xixar todos os dias... que morreu velho a ser engrupido por todos aqueles que como voces o adoravam!"Sr. presidente do Concelho" mas só a fingir pq agora já ta outro filho da puta a mandar! Com portugueses como voces não é dificil ser-se grande, granda nojo eh o que voces são!

Beldade disse...

"Sera que os portugueses querem a Europa? Sera que os portugueses queriam abandonar as provincias ultramarinas?" São questoes que nada tem a ver com a eleiçao do Professor Salazar. Os portugueses podem querer a Europa e nao querer a Uniao Europeia, podem nao querer as provincias, mas admirar Salazar. Generalizar assim as coisas, nao mostra grande lucidez de raciocinio. É tacanho, é pouco conclusivo, e falacioso.

Mestre de Aviz disse...

Para se admirar uma pessoa e, em especial um político, tem, obrigatoriamente, de se admirar a sua obra. Se assim não fosse, tal admiração não passaria de um desvario sexual, muito ao jeito platónico.
Ora, admirando-se a obra do Prof. Salazar, naturalmente se é contra a Europa ou a União Europeia (lembrando a expressão "Orgulhosamente sós") e a favor de um Império Colonial, "do Minho a Timor".
Posto isto, não vejo onde o meu raciocínio terá sido falacioso, mas pelo que já vem sendo hábito aqui no blogue, a sua opinião é apenas mais uma tentativa de distorção de ideias e de pensamentos, a meu ver muito esforçada e frustrada.

Melhores cumprimentos

beldade disse...

Em primeiro lugar, meu caro, será preciso que saiba um pouco mais do que fala. Obviamente que nao pretendo distorcer coisa alguma, sou alias admirador do Estado Novo e de Salazar. Queira o senhor saber que Salazar nao era contra a Europa, Salazar era por Portugal. Sao coisas distintas, as quais podem ou nao ser dissociaveis. Alias, o excelentissimo obreiro da Patria sempre teve uma consciencia plena de identidade, muito embora pregasse o multiculturalismo. Sim, pregrava, mas nas colonias claro. Como faz sentido.
A frase "orgulhosamente sós" surge num outro contexto, nao esse que tanto faz questao de realçar. É certo que Portugal nao se limitava no continente europeu. Era uma Naçao muito maior.
Admirar uma personalidade e a sua obra, nao implica estar contra algo. Daí o seu discurso falacioso. Parte de uma premissa falsa para obter uma conclusao aparentemente verdadeira.

Cumprimentos cordiais

Mestre de Aviz disse...

Salazar era contra a Europa e isso é indicutível. Salazar queria um país auto-suficiente a todos os níveis, desprezando a suposta ajuda dos restantes países europeus. Já sei que me vai falar da NATO, mas nesse caso, Portugal só tinha a ganhar, uma vez que até dava jeito ter vários braços armados, ainda por cima com a ameaça comunista.
Como sabe, Portugal não era um país limitado a um continente. Tinha províncias em África, no Oriente, etc, mas nunca se continou na Europa!

Beldade disse...

"Nunca se continou na Europa", por isso é que Salazar determinou Marcello Caetano para o estudo da integração numa união económica europeia, o qual iniciou negociações de carácter previo-vinculativo, abrindo o caminho a Mario Soares e a Portugal para a adesao
a CEE. Vê como sabe menos do que pensa...
Vá com calma, pequeno Salazarista... não me ensine o que não pode...


Viva Salazar

Mestre de Aviz disse...

Estamos sempre a aprender.

Melhores cumprimentos

Beldade disse...

Exactamente.
De resto, bom blog. Continuem rapaziada

Cumprimentos

Mestre de Aviz disse...

Muito obrigado e espero que nos encontremos na concentração.

Cumprimentos

Augusto Emilio disse...

Caro Mestre de Aviz,
Contra o que se esperava tiveram que capitular a censura e dar a vitória ao Professor. Foram umas boas horas de valentes gargalhadas.

Bem-haja!

Mestre de Aviz disse...

Sem dúvida. Principalmente quando o mamute abria a boca.

Cumprimentos

Anónimo disse...

será que neste blog só se fala de SALAZAR QUE SECA NA TÊM MAIS NADA NO MUNDO PARA FALAR

Augusto Emilio disse...

Há mais blogues por onde escolher. É um assunto actual e relevante que optamos por focar.

Bem-haja!