terça-feira, junho 19


II Aniversário






Com quatro dias de atraso, o Império Lusitano comemora hoje dois anos de existência.
Desejamos continuar por muitos mais.
"Que a paciência nos ajude porque a fé, essa nunca acaba!"

21 comentários:

Anónimo disse...

parabens

Padeira de Aljubarrota disse...

Hoje, para parabonizar o Império Lusitano e a nós que o compomos, vou citar Salazar. Criámos este espaço "decididamente, decisivamente, pela Nação, por nós e... até por eles", porque "Quem não é patriota não se pode considerar português".

Passados dois anos, com ainda tanto por fazer, a sensação de dever cumprido é certa, tal como o é, antagonicamente, a sensação do dever que falta cumprir. Tanto falta por fazer, tanto temos mais a dar.

Contem sempre connosco como contamos sempre convosco, portugueses, e contigo "ditosa pátria, minha amada" nesta luta por um Portugal melhor.

Parabéns ao resto da equipa por dois anos de trabalho.

Viva o Império Lusitano!
Viva Portugal!

Anónimo disse...

Viva!

Têm feito um bom trabalho. E nao trairam as vossas raizes. Acabam citando Salazar.

Força companheiros

José Duarte Arriaga

Mariana disse...

Parabéns Império Lusitano por este blog que é genial. "Tudo pela Nação, nada contra a Nação."

Ze do Telhado disse...

Embora admiradores do grande estadista e vendo nele um referência de honestidade e decência, as nossas raízes sao Portugal, nao sao Salazar.
As nossas ideias sao para o futuro, nao sao simples referencias saudosistas. Fica a ideia de que nao percebeu a mensagem geral do blog, caríssimo Jose Arriaga.
De qualquer maneira, obrigado pelo incentivo de todos vós.

D. Pantera V disse...

Parabéns.

Um abraço a todos

HNO disse...

Parabéns, igualmente atrasados, e a continuação, pelo menos, por outros tantos.
Um abraço

Thomaz Vaz disse...

Da equipa do Ecos dos Egos e em especial para um grande amigo meu deste blog, desejo muitos parabéns a um blog com a excelência e o calibre do Império Lusitano. Que continuem por muitos e longos anos!!!
Uma boa continuação...

Mestre de Aviz disse...

Parabéns a nós e a todos os que nos têm acompanhado neste difícil caminho de luta contra um sistema que apodrece o País, onde os desvalores e a imoralidade imperam e a sociedade se torna cada vez mais injusta e desigual.

Um forte abraço a todos.

Anónimo disse...

Sociedades iguais é coisa de comunismo.

Mestre de Aviz disse...

Opiniões.

Augusto Emilio disse...

O sistema comunista apoia-se na escravatura do povo em prol do estado, mas o desejo de uma sociedade igualitária é sem dúvida uma manifesta premissa socialista :)

Bem-haja!

Mestre de Aviz disse...

Eu não defendo uma sociedade igualitária! Quando digo "desigual" significa que as oportunidades são cada vez mais diferentes de pessoa para pessoa e isso não me parece justo. As pessoas são diferentes, mas têm que ter as mesmas oportunidades, como escola gratuita e cuidados de saúde. Senão, para que é que se paga impostos?

Augusto Emilio disse...

Talvez se deva deixar de pagar tantos, e dar a liberdade ao individuo de fazer as suas escolhas.

Bem-haja!

Mestre de Aviz disse...

Isso é uma das opções.

Anónimo disse...

julgo poder afirmar que há igualdade relativa de oportunidades, em Portugal. haver igualdade absoluta é uma profunda utopia, nao caia nesse engano. o que nao ha é responsabilidade nas opçoes que se fazem, nem orientaçao nas mentalidades. aí sim existem falhas.
continuar com o discurso da igualdade parece-me um tanto ou quanto nojento e de pouca visao. afinal de contas, este blog é para todos os efeitos de direita, julgo eu. e a direita, sendo realista, sabe que de igual so temos a condiçao de Homem enquanto especie, porque como individuos somos todos diferentes, sem excepçao! seria talvez sensato abdicar dessa frase e desse discurso, ja que ja deve ter percebido que se enganou. alias, lendo os seus textos essa é a unica conclusao que posso tirar.

continuem o bom trabalho amigos

Mestre de Aviz disse...

Mas tanta complicação para que? Os socialistas dizem que querem uma sociedade igual, mas cada vez mais caminha para a desigualdade. É errado concluir isso?

Mestre de Aviz disse...

Acha que há igualdade de oportunidades quando quem ganha mais é taxado de maneira diferente nos impostos, pagando muito mais do que quem ganha menos. Que pague mais, é óbvio, mas que seja taxado de igual forma. Acha que há igualdade de oportunidades quando se vai ao hospital e existem taxas diferentes consoante os rendimentos? Por que é que a taxa não é igual para todos? Isto são só exemplos da "igualdade" desta sociedade.
E não se engane, o meu discurso nada tem a ver com esquerda ou direita, eu sou pelo meu País.

Augusto Emilio disse...

Bem-haja, caro mestre de aviz, bem-haja!

Anónimo disse...

O sr. é pelo seu país. Também eu. só lhe exijo, se possível, mais lucidez no discurso. Por vezes nao é rigoroso. Mais nada. Nao é preciso aceder tao mal a uma crítica carissimo.

Cumprimentos

Mestre de Aviz disse...

Espero que me tenha feito entender desta vez.

Cumprimentos