quarta-feira, dezembro 5


SOCIALISMO



Tanto respeito pela vontade popular, é o admirável Mundo da democracia socialista, de esquerda, humanista...chamem-lhe a treta que quiserem.
Já para não falar do nível intelectual e educacional deste aborígene. Quando os selvagens querem governar uma Nação, o resultado é este. Mas parece que a nossa comunicação social e a opinião pública mundial não estão incomodadas com isto. Claro, porque são democráticos e imparciais. Chavez SIM, óbvio. Pinochet, NÃO. Porquê? ... Pensem.



"Foi uma vitória de merda e a nossa uma derrota de coragem", afirmou Hugo Chávez num discurso pronunciado no Palácio presidencial de Caracas e transmitido pela televisão oficial VTV " .


Mas será que estou a dar-vos alguma novidade? Todos os que não são ovelhas sabem que o Socialismo é tirania. Mas insiste-se.
Somos poucos pastores ainda...



(o texto em itálico foi escrito pelo autor do "post")

93 comentários:

Anónimo disse...

Cromo...a extrema direita sim é pluralista e nada totalitarista lolololololololoolololololololololollolo

Augusto Emilio disse...

O que acontece é que aqui ninguém defende a extrema-direita, e boa parte da esquerda defende assassinos como o che, o stalin, o lenin, castro e os novos ditadores de esquerda sul americanos. Não sei se é o seu caso,mas a mensagem, penso eu, é para mostrar a contradição dos pseudo-libertários de esquerda que depois morrem de amores por facínoras.

Bem-haja!

Ze do Telhado disse...

Claro que essa é a mensagem. Qualquer pessoa com dois dedos de testa percebe. Não é o caso ali do amigo.
Graves falhas da interpretação do português tem esta gente...

Estrela Vermelha disse...

Viva a revolução socialista e bolchevique...morte a todos os inimigos do povo...
Chegará a hora em que o exército vermelho voltará a pisar este mundo e irá destroçar tos os fachos e capitalistas que se meterem no caminho do povo imparável e glorioso...
A nossa hora voltará e nessa altura faremos as coisas bem feitas, não cometeremos os mesmos erros...
Para quem anda destraido e não repara está na hora de abrir os olhos e olhar desta vez para o ocidente (e não só) o Sol Vermelho da esperança e da liberdade, o Homem Novo está de novo a nascer...
VIVA A GLORIOSA REVOLUÇÃO VERMELHA

Adolfo e Sandra disse...

Caro Ze do Telhado,

Diferenca entre Chavez e Pinochet: 3 mil mortos para o chileno!

E de salutar que a refor�ada Democracia Venezuelana saida do referendo e uma Venezuela que nao se resigna a ser laboratorio economico para a satisfacao dos testes da Politica neo-liberal Norte-americana, nao nos movemos em termos morais pela avaliacao e a comparacao das boas e das mas ditaduras, mas se tal tivessemos que os fazer, como o meu Caro sabe, o saldo seria extremamente negativo para a direita sul-americana. Lembro-lhe apenas que a maior e mais longa ditadura da America Latina vingou e se manteve a custa do massacre de milhares de opositores no Paraguai, Alfredo Stroessner ficara para a America do Sul como um dos maiores sanguinarios Ditadores de inspiracao nazi-fascista. Enquanto Augusto Sandino, Emiliano Zapata, Pancho Villa e mesmo Comandante Guevara lutaram pela Independencia e a Auto-Determinacao Politica dos Povos, Anastacio Somoza (Nicaragua), Alberto Fujimori (Peru), Augusto Pinochet (Chile), General Videla (Argentina), Getulio Vargas (Brasil), Fran�ois Duvallier (Haiti), Arturo Molina (El Salvador) apoiaram-se na conhecida Operacao Condor que visava a eliminacao fisica e politica de todos aqueles que a eles se opunham, e por sufragio foram eleitos, tal como, Salvador Allende. Meu Caro, a diferen�a entre a Ditadura Venezuelana e as �Democracias Chilenas� que o Sr. tao sabiamente eleva, esta na Eleicao democratica do Presidente Chavez (apesar de ter sido vitima de varios golpes de estado, esses sim nada democraticos), tambem no reforco dessa mesma Democracia com a derrota no Referendo (e isto a vista de Observadores Internacionais Independentes, de que sao exemplo Portugal e os EUA - sem sorrisos por favor) e nao num Golpe Militar apoiado pela CIA e pelas Elites Patronais e Militares Sul-Americanas, que ao inves de delapidarem Patrimonio para melhorar a condicao do Povo, pura e simplesmente, roubaram para seu enriquecimento pessoal (a saber: os depositos feitos pela familia Pinochet aquando do funeral do General Franco e de desvios de milhoes de dolares depositados em Bancos Suicos e Espanhois). O Populismo de Chavez, e um populismo que enaltece a virtude da Humanidade, e aquele que apoiado pelos extractos mais baixos da Populacao para ela governa, e obvio que a Direita Emigrante Neo-Colonialista que explora varios sectores chave da Economia Venezuelana, instigada pelos Velhos do Restelo da Colonizacao do sec. XV, ex: Espanha, Portugal, Holanda, Inglaterra, etc., criam uma manobra de desinformacao para que nao lhe sejam retirados direitos elitistas, vedados ao resto da Populacao. Caro Ze do Telhado, e muito facil entender a sua Democracia, sem eleicoes, sem sugrafios, com Golpes Para-militares, opressao, desaparecimentos e mortes; sei que sera muito facil para si atacar-me com Castro, e muito facil para quem so percebe um Sistema: a Ditadura! A LUTA CONTINUA!

Soviet disse...

Muito bem dito camaradas,não tenho nada a acrescentar...

Ze do Telhado disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mestre de Aviz disse...

Tive algumas dificuldades em entender o que foi dito pelos senhores adolfo e sandra. Ainda assim, apercebi-me de muitas coisas que não concordo. Em primeiro lugar, é inegável que a "democracia" do sr. Chavez é uma ditadura. Acho que não há ninguém no seu perfeito juízo que diga que não é, não querendo ofender ninguém. Foi referido também que a democracia que NÓS defendemos não passa de uma ditadura. Ora, nao lhe parece um bocado ditatorial da sua parte afirmar tal coisa? Eu compreendo. Os senhores têm os valores trocados. Quanto a essa historieta do povo que você fala... Por favor! O Marx já morreu há muito tempo, Engels também. O Comunismo sozinho matou mais do que todos os regimes fascistas juntos! Queres mais evidências que essa sua utopia sanguinária não funciona? Não me venha com a história do povo, sff! Povo somos todos nós, ou acha que só os operários são filhos da Nação? Não lhe parece um bocado ditatorial dizer tal coisa também?
Não lhe vou dizer para reflectir sobre isto, pois todos nós temos a nossa opinião, mas factos são factos e eles estão do nosso lado, quer queira quer não!

Melhores cumprimentos

Ze do Telhado disse...

Caro Adolfo e Sandro. Agradeço-lhe a tentativa de descredibilização dos "meus", mas receio que tenha sido em vão. De qualquer forma não entendeu, certamente, a mensagem do texto. Primeiro, em parte alguma enalteci Pinochet. Referi o seu nome apenas por razões comparativas a nível de censura da comunidade internacional. Chavez será tão ou mais sanguinário. Dê tempo ao tempo. Os indícios de tirania estão à vista de qualquer pessoa com cérebro.
Importa ainda referir um aspecto que, quanto a mim, é essencial para a discussão. A forma como se refere a Chavez, o enaltecer de tal besta iletrada é contraditório com o que defende (ou não). Saberá por certo a fortuna pessoal que Chavez tem, a má gestão dos fundos do seu governo e a pobreza em que se encontra o povo venezuelano. Deveria ainda saber que trazer para o debate nomes como o de Getulio Vargas e pô-lo no mesmo saco de Augusto Pinochet é só por si um acto de irresponsabilidade e má fé na argumentação. Nada os une. Basta instruir-se melhor e digo-o sem presunção, apenas com conhecimento de facto. É o mesmo que colocar Józef Pilsudski no mesmo saco de Adolf Hitler. Inconsistências de discurso de quem tudo quer dizer, tudo quer rebater, mas nada tem para acrescentar ou refutar a não ser pelo uso manipulado da história, através de uma deturpação mentirosa de factos reais.

Um segundo ponto, não menos importante, que queria explicar-lhe, já que parece não saber (ou então é propositado), saberá que Pancho Villas e Che Guevera eram uns assassinos. O último comandava pelotões de fuzilamento de OPOSITORES. Tudo em nome da "libertação do povo" como refere. Parece que temos conceitos de libertação e liberdade bastante diferentes.
Por último, fala da legitimação democrática como desculpabilização de todos os males. Por essa ordem de ideias desculparia Hitler das suas barbaridades.
Se pretende não ser cego, se é humanitarista, não pode defender regimes assim. As suas dualidades de critérios no raciocínio e no uso de conceitos tão delicados é irresponsável, para não dizer analfabeta.
Ninguém neste blog defendeu a ditadura ou a democracia nos seus termos, porque para si a democracia basta-se pelo nome, pela palavra, não pela acção e pelo resultado. Para nós o que interessa é servir o povo e a Nação. Sem pele de cordeiro, sem raiva de lobo. Simplesmente servir o povo.
Portanto não me venha ensinar o que é a democracia se você nem percebe o Homem.

Cumprimentos cordiais

adolfo disse...

Caros, Não creio ter fugido á realidade factual a propósito do que acima citei,é obvio que segmentação ideológica provocada pelas nossas opções políticas, neste caso antagónicas, acaba por revelar a tendência facciosa dos adeptos da globalização capitalista neste caso representada por vossas exelências.
O revisionismo histórico, assume características baseadas na subjectividade, que em nada abonam em nome da verdade e da realidade objectiva dos factos, não, que não esteja á espera quando a opinião é emitida por "social-chauvinistas" que cultivaram durante anos o capitalismo "pacífico" e o parlamentarismo burguês, que utiliza o povo e liberdades meramente resíduais apenas com o intuíto de criar uma estrutura de poder lideradas por elites burguesas, que utilizam o monopolismo financeiro como instrumento de opressão das massas.
È curioso referir uma pseudo-estatìstica, inspirada não se sabe onde, que assume, que os regimes Comunistas fizeram mais mortos que outro qualquer sitema político, posso concluír que é um assíduo utilizador de encicolpédias virtuais, aquelas que alertam para a falta de imparcialidade de dados aí inscritos, porque em termos efectivos e isto baseado em compêndios de história e estatistica que não dão pelo nome de wikipédia, o numero de mortos causados pelo nazismo não só é maior a nível de porporcionalidade como de efectividade, para mais, consultar o manual estatístico "quid" (Edição francesa) que utiliza apenas censos fornecidos pelos estados, como estudos fornecidos por ONG...(uma pérola do labor jornalístico).
Quanto a Getúlio, um ditador pacífico não significa uma repressão pacífica, a não ser que considere como modelo democrático, a dissolução do congresso brasileiro, a proibição dos partidos e dos sindicatos.
Quanto a jósef pilsudski, arranjou uma forma brilhante de "enterrar os sapatos na lama", por mais longa que fosse a ditadura polaca, não consta que alguma vez Pilsudski na sua luta pela indepêndencia tivesse assumido o "Delírio Imperial" de Adolf Hitler, não vejo qualquer relação e intresse de nomeada em citar o Pai da Républica polaca, pois no contexto Hístórico-polìtico é uma figura de somenos importância, acho que é apenas uma manobra de diversão pseudo-intlectual para desviar atenções por exemplo de Augusto Sandino, esse sim um dos mais destacados herois da américa latina liderou o levantamento na Nicarágua contra o regime Ultra-ditatorial do general moncada, e defendeu o fim da ingerência Norte-Americana nos Países da América-Central, é tido pelos Latino-Americanos como um libertador e um lutador incansável pela autodeterminação económica e política da América-Central, o mesmo não se pode dizer dos seus assassinos, a familia Somoza que governou a nicarágua de maneira autocrática sempre com forte contestação interna.
Não é de bom tom quantificar o espaço temporal de uma ditadura , mas se o tivessemos de fazer para reflectir sobre a pobreza da América-Latina,Getulio esteve 15 anos no poder, Strossner esteve 35, Pinochet 17, os "três Somoza" 42, só aqui arranjariamos mais de um seculo de ditaduras de direita na América do sul, sem sequer meter no saco Fujimori, Duvalier, ou os governos fantoches "made by C.I.A" das Colômbias, Panamás, El salvador, Bolívia, Venezuela etc...
Logo em termos comparativos, o socialismo na América-Latina, tem assumido a quota do sucesso a nível político, se quiser tomar o estado Cubano como referência verá que a nível de direitos e repartição social ainda hoje com mais de 40 anos de bloqueio (estratégia do capitalismo internacional para decredebilizar um sistema político se assume muito mais pela igualdade que qualquer outro)Cuba consegue garantir aos seus habitantes o que nenhum outro país sul Americano consegue, não fui lá de férias VIVI em HAVANA.Chamar a Ernesto Che Guevara de assassino, é realmente uma coisa muito Ignóbil...tão Ignóbil que reservo-me ao direito de não comentar, porque se o fizesse corria o risco de me tornar tão ignóbil quanto a ignóbil afirmação.
Parece-me que os senhores fazem a apologia do revisionismo oportunista e jogam do lado da globalização capitalista,que evita sempre pôr as questões de maneira clara e decisiva, jogam com uma suposta democracia burguesa com tudo o que esta tem de vago e flutuante, Jogam com um pau de dois bicos entre dois pontos de vista que se excluem, reduzindo assim divergências a duvidas e a votos piegas e inocentes, evitando assim uma tomada de posição que não passe pela pura hipocrisia, e pela lavagem Histórica...
A luta dos povos pela sua liberdade não é um movimento utópico, aqueles que dão a cara por essa libertação como Chavez, Castro, ou Morales estão num plano intocável ao pé de qualquer Blog que mais não faz que desinformar.

Respeitosamente, em luta...

Adolfo borges

Anónimo disse...

Bravo! apesar de algumas alfinetadas, é estas discussões que se quer!

Mestre de Aviz disse...

Não vamos ficar aqui a discutir que tipo de ditadura foi melhor ou pior, pois não? Todas as ditaduras são más por natureza e isso a esquerda e a extrema-esquerda não percebem! Chavez, Castro e companhia limitada não olham a meios para conseguir passar os seus valores e isso é indiscutível. Por que será que as ditaduras que mais perduram são as de esquerda? Vejamos, Venezuela, Cuba, China, Coreia... Quer mais? Acha que duram porque são boas para o o "povo"? Não, meu caro, elas duram porque cortam as pernas a todos os que se lhe opõem. Será que vocês não percebem isso? Terão os valores assim tão depurpados?

adolfo disse...

Isto é o que se chama lírismo, inspirado na mais pura forma populista de abordar um tema, quando o cerne deste comentário, visa anular o livre pensamento,e porporcionar um ataque dissimulado ao que o "D.joão I", define como ditaduras, começa por manifestar uma certa irritação, por se estar a discutir se existem boas e más ditaduras ( matéria que é de facto discutivel), pois alem de todos os sistemas filosoficamente serem utópicos, todos eles exercem, de uma forma ou de outra uma orgânica de ditadura, mas quando se refere a ditaduras não fala em nenhuma que acima citei, para na sua concepção chamar de ditaduras apenas áquelas que lhe convem...a mim por exemplo, um País que aumenta 60% o ordenado mínimo (Venezuela), que garante um sistema de saúde exemplar(Cuba)que desenvolve tecnologia nuclear sem ajuda exterior, para vários fins desde a indepêndencia energética, á defesa á medecina (Coreia do Norte)e outro que envergonha em termos de crescimento económico, qualquer potência ocidental, não se assemelham a nível de repressão social, a uma europa que liberaliza o desemprego,a uma América invasora que pilha os recursos naturais dos outros povos, que mata em nome da lei (Pena de morte) que com as 900.000 multinacionais que tem espalhadas pelo mundo torna este planeta numa autêntica bolsa de pobreza e fome, de Países supostamente democráticos que fazem testes nucleares no Atol da Muroroa,Paìses que vivem da mão de obra escrava de emigrantes, e depois os encerram em guettos em condições miseráveis como é o Caso Português e o Espanhol e o Italiano...Serão estas as virtuosas democracias que admira?
Ou está confundido de facto por existirem sistemas políticos, que lutam contra a anomia social sem ter que recorrer ao absolutismo régio, sistema que de facto não dá liberdade de opção a ninguem, toda a vontade e decisão emana de uma monarquia pessoalizada muitas vezes em seres que não têm a menor preparação para comunicar com as massas, apenas reprimiam e cobravam impostos...é admirável como as pessoas quando querem rebater argumentos para fazerem passar as suas ideias, passam o tempo a "dar murros em pontas de facas".

Lenine disse...

Contra os fachos e capitas que arruinam a Revolução Socialista, a classe operária e os trabalhadores agrícolas, pescadores e soldados, auxiliados pelos estudantes, reerguer-se-ão e um sangue vermelho derramar-se-á sobre os nossos campos. Chavez é um grande homem que ousa desafiar os poderosos e proporcionar melhores condições de vida a todos os venezuelanos, de onde poderá partir uma Revolução que varrerá o mundo inteiro! Pinochet foi um fascista, assassino sangrento que arruinou a vida a milhões de cidadãos! Viva Chavez! Viva Castro! Viva a Revolução Socialista! Morte a todos os fascistas!

Sandra disse...

Eles nunca entenderão o que é a luta por melhores condições de vida porque os seus pressupostos ideológicos assentam no monopólio do capital (= opressão, exploração, corrupção), nas estruturas da Igreja, nos direitos herdados, são Burgueses de alma e coração, a Classe Operária, a igualdade, a fraternidade, a justiça, os direitos e deveres do Estado são valores retrógadas. Mas, o Mundo não é deles! E um dia nas nossas Avenidas os Homens Livres e Justos caminharão sem medo, sem exploração e sem preconceito. Viva Portugal Livre! Viva o 25 Abril! Socialismo é o rumo! Até à Vitória sempre Camaradas!

Mestre de Aviz disse...

Só disparates. Qualquer dia o Sócrates manda-vos para a prisão.

Sandra disse...

Tem graça que até agora os detidos percebem ao Gang do PNR...mas, é por Tráfico de armas, de droga, de mulheres, associação criminosa, incentivo ao ódio, agressão...uma panóplia de crimes graves!

sandra disse...

*pertencem

barreirinhas disse...

Ora aqui está um blog interessante...
Para os srs "progressistas": como é q explicam q o povo corre convosco?
Sempre q há eleições, essa esquerda perde.
Porque, falando em nome do povo, sois os maiores carrascos do mesmo povo.

RTP2: documentário sobre a gloriosa revolução bolchevique( com o último carrasco- chefe do KGB; filho do Kruschov, etc,.)
LENINE MATOU À FOME 6 MILHÕES DE CAMPONESES POBRES, tirando-lhes as produções agrícolas para encher a pança do partido e do exército!
STALIN:criou 500 campos de concentração onde morreram 15 milhões de pessoas.
Etc...

Percebem porque o povo vos odeia?
Porque corre convosco, como fizeram ao Ceausescu?

Ainda não...
INTERNACIONALISMO PROLETÁRIO:
FIDEL MANDOU MATAR ALLENDE:
No livro "CUBA NOSTRA Les Sécrets d État de Fidel Castro", de Alan Ammar, 2 ex agentes secretos de Cuba revelam que Fidel mandou o capitão cubano Patricio de La Guardia( chefe dos seguranças de Allende) matar Allende porque este queria entregar-se a Pinochet!!!

Ora toma:andam há + de 30 anos a impingir q o gajo foi herói, q o Pinochet é fascista, e afinal o fascista assassino é o Fidel...

A vossa Revolução, com gajos destes, dá vontade de rir...

O tótó do Huguito q se ponha a pau, porque a segurança dele são 200 cubanossegundo diz Uberto Mario Hernández, ex agente cubano...

Felicidades até à próxima encarnação...

barreirinhas disse...

Adenda: o tal Patrício esteve para ser fuzilado com o general Ochoa( "herói" da invasão cubana de Angola) em 1988, quando Fidel, com dor de corno da popularidade deste, o acusou de tráfico de droga e decretou o fuzilamento (Viva o internacionalismo proletário!!!).
Mas o Patricio, conhecendo as execráveis mentes "libertadoras", fez constar q tinha muitos segredos guardados em cofre de hotel, como se revela no livro.

Pronto: foi o suficiente para ficar vivo!!!
Claro q está com prisão domiciliária, mas o facínora Fidel cagou-se todo...

Anónimo disse...

abaixo portugal como nação decadente e insignificante que é...viva uma grande e unida Europa...e a seguir viva o mundo unido...viva a mistura de todas as reças e povos...viva o Povo Universal..

Soviet disse...

Primeiro que tudo gostaria de perguntar a este "senhor" que se intitula barreirinhas onde anda a extrema direita nas eleições? parece que o povo ainda quer saber menos deles, pois nem sequer se vêm no parlamento ou mesmo numa autarquia...parece que é a vós que o povo não suporta. Será porque foi a extrema-direita, com o apoio de muitos que são hoje de direita "moderada", que instaurou uma ditadura brutal de quase meio século em portugal? será porque foi a extrema direita que arrasou o mundo na 2º guerra mundial? ou será apenas porque é a essa corrente que pertence aquele grupo de fanáticos que se encontra presa por trafico de droga, incentivo ao racismo, posse de armas ilegais, etc...possivelmente é por tudo isto e ainda mais...
Quanto à esquerda descer nas eleições, não é totalmente verdade,pois o Bloco de Esquerda tem aumentado sempre as suas representações, apenas desceu nas presidenciais e todos sabemos que foi uma situação diferente. O PCP apenas tem descido porque se recusa a ser mais pluralista e a respeitar os reformadores que por lá aparecem...
Em relação a Fidel e a Cuba, as suas afirmações não merecem o menor crédito, não têm o minimo de lógica e fundamento...se fosse dado como verdadeiro qualquer livro ou afirmação de um qualquer dissidente entrariamos em contradições sucessivas...essas afirmações devem-se mais à "dôr de cotovelo" de certos elementos que não tiveram o que pretendiam do que à realidade. Se esse tal general não tivesse sido preso não faltariam pessoas como o "senhor" a dizer que Fidel Castro apoiava o tráfico de droga...quanto ao facto de Allende ter sido morto a mando de Fidel é mais uma das "verdades" made in usa, como aquela em que se dizia que tinha sido Fidel a matar Che Guevara por ele deixar Cuba, mais tarde provou-se, e a cia admitiu, ter sido a mesma a cometer esse assassinato(mais um dos defensores da democracia)...Temos tanbém a maravilhosa fábula que afirma (segundo se diz, está escrito na "verdadeira" carta de despedida de Che para Fidel)que Guevara saiu de Cuba porque estava descontente com a revolução, quando na realidade ele continuou a receber apoio de Cuba na sua luta pela liberdade dos Povos e pelo Socialismo, deixando mesmo a sua familia em Cuba...isto não parece uma atitude de alguém que se queria afastar, ou parece?
Em relação a Stalin não vou comentar porque é pessoa que desprezo, teve grandes resultados em algumas áreas (na industrial, por exemplo) mas no geral a sua atitude foi negativa, foi um assassino que esteve mais ao nivel de hitler que de um Comunista...foi pela sua mão que a URSS se tornou no que tornou e que o socialismo perdeu a sua maior oportunidade de mudar o mundo para melhor...
Quanto às suas afirmações em relação à Revolução Bolchevique e a Lenine, mais uma vez mostram o seu desconhecimento de história e a sua mediocridade...é verdade que se cometeram exessos, como em qualquer revolução, mas a violenta reacção dos Bolcheviques e do Povo deveu-se mais à brutalidade da comunidade internacional e dos contra-revolucionarios que aos próprios Bolcheviques, pois foram estes dois intervenientes que se aliaram causando instabilidade de maneira a provocar uma contra-revolução na Russia, dai resultou a guerra civil, sendo esta a responsavel pelos mortos pela fome que mencionou e tanbém pelo isolamento da URSS...foi a pressão da comunidade internacional (militar,politica e económica), que levou a URSS a fechar-se sobre si mesma criando as condições ideais para a subida na hierarquia Sovietica de bestas como stalin...é que ao contrario dos regimes de extrema-direita na europa(e não só),a URSS nunca teve a conivencia das "democracias ocidentais" assustadas com o grande poder que se erguia a Leste...o poder do Povo...

adolfo disse...

Amado por uns, odiado por outros, Stalin é foco de discórdia entre Investigadores, Historiadores, e entre a própria opinião pública, inclusivamente a comunista.
Ióssif Vissariónovitch Djugachvili, mais conhecido por Ióssif Stalin, nasceu em Gori, na Georgia, no ano de 1879. De raízes modestas, filho de um sapateiro e de uma costureira, veio a tornar-se o mais proeminente Líder do Pós-Guerra. Por conspiração e agitação contra o Czarismo, Stalin é preso ainda muito jovem, passa vários anos na prisão, e aquando da sua libertação, alia-se a Vladimir Lenin e outros Camaradas, que planeavam a Revolução Russa.
A manobra propagandística (reaccionária) dos novos Iluminados, faz uso corrente do enxovalho público e histórico de um dos maiores praticantes do marxismo na Guerra e na Paz.
Após o atentado a Lenin, que viria a culminar com a sua morte, Stalin ascende naturalmente a Secretário Geral do Partido Comunista em 1922 (considerado por Lenin uma das melhores escolhas para o cargo de comando da Revolução em curso), e torna-se, por conseguinte, o chefe de Estado da URSS durante cerca de um quarto de século, transformando o país numa superpotência.
O seu talento quase inigualável para as Alianças Políticas, rendeu-lhe tantos aliados quanto inimigos. Seus epítetos eram "Guia Genial dos Povos" e "O Pai dos Povos".
Embora a tese reaccionária neo-burguesa insista nas Perseguições e nas «Purgas» (?) a «Bolcheviques da 1ª Hora», o certo é que qualquer Estadista tem o direito de se defender contra golpes contra-revolucionários. De facto, sobre o comando de Stalin, a URSS, em apenas 20 anos, reduziu o seu índice de analfabetismo, que era durante período czarista de 90%, para uma percentagem irrisória, foram praticamente abolidos os bairros de lata, e detinha 1/3 dos médicos de todo o mundo, e alcançou sempre os primeiros lugares nas Olimpíadas de Inverno e Verão. Moshe Lewin afirma que a maior ascensão feminina da História da Humanidade ocorreu sob o Regime Stalinista, assim como também a queda do Exército Nazi, e a sua consequente derrota. «Estava disseminado na população um espírito de solidariedade comunitária que jamais encontrei em outro país, embora tenha viajado bastante. O emprego com salário era assegurado a todos, os direitos sociais básicos – educação, saúde, habitação, transporte público eram gratuitos para todos e eram atendidos com eficiência e dedicação pelos profissionais que deles se ocupavam. Os alimentos de largo consumo -pão, leite, vegetais, carne - eram subsidiados pelo Estado e vendidos a preço baixo no comércio, num sistema compensado por preços altos nos artigos de luxo e supérfluos. Também a vida cultural – teatro, cinema, música, ballet, literatura, museus - era largamente subsidiada, para tornar-se hábito disseminado na população. O padrão de vida material era na média modesto, porém sem fortes contrastes e no mínimo decente para todos» (Renato Guimarães - «Um Outro Olhar sobre Estaline»).
Na verdade, muitos na esquerda numa nítida obsessão de diabolizar a imagem de Stalin, negam-lhe qualquer mérito, acabando por fazer coro com ideias burguesas, neo-liberais, e em ultima analise, com ideias neo-nazis.
A situação dramática da União Soviética, logo após a 1ª Grande Guerra, cercada por potências Imperialistas hostis e inimigas, empenhadas em reduzi-la novamente a um quinhão feudal de índole czarista, exigia iniciativas rápidas e audaciosas. O aparelho material de produção da URSS, que em 1930 era ainda inferior ao de qualquer nação europeia de médio porte, expandiu-se tanto e tão rapidamente que a Rússia se tornou em 1949, o primeiro poder Industrial na Europa e o segundo no Mundo. Durante pouco mais de uma década, a sua população urbana cresceu cerca mais de trinta milhões. O número de Escolas foi impressionantemente multiplicado. Uma Nação inteira foi brindada com instrução escolar, daí a solene tradição de que os Imigrantes de Leste a trabalhar na Europa Ocidental, sejam extremamente qualificados e instruídos…Relembro aqui uma famosa frase de uma conhecida Ex-Primeira Dama Francesa Danielle Mitterand «Um Ditador não ensina o seu Povo a ler».

adolfo disse...

Quanto ao Plano Económico, o Estado Soviético pôs em pratica, anos antes, aquilo que a UE haveria de defender e encetar (depois de tantas e acérrimas criticas): a Economia Planificada, adaptando-a ao modelo Capitalista Ocidental. O alcance e os limites Históricos dos Planos Quinquenais lançados por Stalin, tão sobejamente conhecidos, viabilizaram extraordinários êxitos Económicos, que em poucas décadas fizeram da URSS a segunda potência mundial, após terem assegurado a produção bélica necessária para derrotar e aniquilar o Nazismo. Caracterizemo-los ou não como Socialistas, sem o homérico esforço da Industrialização acelerada dos anos 30, a República dos Soviéticos não teria sobrevivido à ambição dos que queriam apagá-la do Atlas. Porque nem só o valoroso heroísmo do Povo Soviético permitiria tal ascensão.
No campo Internacional na conjuntura então vivida nos anos 30, Stalin apoia incondicionalmente o Movimento Republicano espanhol, colocando-se, desse modo, na vanguarda do Internacionalismo Proletário.«O ano de 1936 marcou o início do que viria a ser o primeiro acto da II Guerra Mundial. Na Espanha, onde a Frente Popular vencera as eleições, uma sedição militar-fascista comandada pelo grande carniceiro Francisco Franco recebeu forte apoio bélico de Hitler e de Mussolini, por mar, terra e ar, além da simpatia de Salazar. A França e a Inglaterra recusaram-se reiteradamente, em nome da “neutralidade”, a vender armas para o governo legítimo da República espanhola. Do governo conservador inglês de Baldwin não se poderia esperar qualquer simpatia pelo povo espanhol em armas. Mas de um governo de Frente Popular, como também era o francês, chefiado pelo socialista Léon Blum, só a mais hipócrita covardia explica que tenha abandonado à sanha do nazi-fascismo os que defendiam na Espanha o mesmo programa. O ódio cínico da direita francesa, que proclamava descaradamente preferir Hitler à Frente Popular, não justifica de modo algum a atitude infame de Léon Blum, mas explica a vergonhosa capitulação da França em 1940. O governo de Stalin foi o único que assumiu o risco de lutar ao lado da República espanhola. Entretanto, ao tratar deste período, em vez de evocar a participação dos soviéticos na luta do povo espanhol contra o fascismo…» (Renato Guimarães - «Um Outro Olhar sobre Estaline»).
Sob a falsa égide de que os EUA teriam libertado aquando do desembarque na Normandia, a Europa do jugo Nazi, a verdade é que os Nazis já tinham sido destroçados em Stalingrado (1942-1943) e em Kursk (1943) pelo Exército Vermelho. Paris fora tomada pela população. O Dia D não passa de uma realização fictícia destinada à desinformação reaccionária e à produção de êxitos cinematográficos hollywoodescos. «A regeneração do Exército, de sua moral e de seu escalão de comando foi uma das mais notáveis realizações da Rússia, para a qual algum crédito era devido a Stalin» (Renato Guimarães - «Um Outro Olhar sobre Estaline»).
«Para bom leitor, meio epílogo basta. Deixemos os liberalóides de todos os géneros fremir de horror à simples menção de seu nome: a burguesia internacional detesta Stalin sobretudo pela extremamente incómoda lembrança da bandeira vermelha tremulando no Reichstag de Berlim em 1945. Os marxistas, especialmente os comunistas, têm o dever intelectual e político de não deixar o debate sobre Stalin ser monopolizado pelos reacionários.» (Renato Guimarães - «Um Outro Olhar sobre Estaline»).

adolfo disse...

No processo histórico, o Marxismo, além de se assumir como prova real na transformação da Sociedade, tem ao longo dos tempos despoletado todo um processo evolutivo não só político, como filosófico.
Desde o fim do séc. XIX, assistimos à proliferação de Teses que se situam no “pró”, no “anti” e na revisão do Marxismo. É de tal modo gritante o poder desta Filosofia, que como afronta encontra, não outra “Filosofia”, mas um “modelo económico”, sem bases científicas credíveis e, apenas baseado em critérios de lucro selvagem e monopolistas.
É de salientar que o Marxismo, sem a contribuição revolucionária e teórica de Lenin, poderia não passar só de uma Filosofia destinada à consulta e à cátedra. Vários foram aqueles que, pior ou melhor, interpretaram e levaram à prática a concepção de Sociedade Marxista – entre eles, destaco o já citado Lenin, Stalin, Allende, Cunhal (“o marxista de cristal”), Fidel Castro e Che Guevara, entre muitos outros; sendo que estes se encontram e se fundem com as massas no purismo da interpretação filosófica e da sua realidade prática.
Porém, quando há dias nestas páginas designei Joseph Stalin como um Marxista de imenso valor, na Guerra e na Paz, fui atacado, sem piedade, por supostos “democratas” e revisionistas que esperavam que enumerasse os erros, as purgas e os defeitos stalinistas, nem que para isso tivesse que me basear na mentira reaccionária e caluniosa e, assim lhes lavasse a vergonha de não assumirem «numa base objectiva o que determina a sua natureza de classe». Não lhe enumerei os defeitos, como os novos Historiadores, ligados ao Capital e à Burguesia reaccionária, estão habituados a fazer (não é esse o meu papel) mas, exaltei-lhe o seu valor e as suas virtudes, na construção difícil e combativa do Socialismo. É deste lado que estou, e não abdico da responsabilidade imputada aos Comunistas, na evolução e nas tragédias históricas, como por direito e dever, não me demarcarei dos Valores, dos Princípios e da Virtude Histórica da minha Classe, na assumpção de um Mundo mais justo, sem Exploradores, nem Explorados.
Porém, não quero etiquetas que me definam “ad eternum”, não sou Stalinista, não sou Guevarista, não sou um compêndio de terminologias, que me definam filosófico ou politicamente no fim de qualquer processo, que se acomode e não evolua. Por isso mesmo, Ideologicamente SOU e SEREI MARXISTA-LENINISTA, não só porque me define como Identidade Individual, mas também, como Entidade Colectiva, Ser integrante de um Processo Imparável Colectivo e Revolucionário.
Tal como Isaiah Berlin, não “talibanizo”, nem aponto uma meta final para o fim da História, congratulo-me com a Tese de Crítica ao «determinismo histórico que argumenta que não existem respostas finais nem qualquer harmonia ultima, a realidade e os ramos do conhecimento não formam um todo mas um constante abrir de portas». «A Liberdade deve ser definida pela negativa e não pela positiva», só assim se pode constantemente quebrar as cadeias da opressão. A estas conclusões teriam também já chegado Marx, Lenin e até Cunhal, que no Livro «O Partido com Paredes de Vidro» aproxima a concepção Marxista a esta visão de Movimento Perpétuo e imparável.
Para os que me criticam, deixo-lhes o direito conferido pelas Instituições Burgueso-Revisionistas, seguidistas da Social Democracia, de me atirarem com Kautsky, Bernstein, Norberto Bobbio, John Rawls e outros teóricos que se empoleiraram no Marxismo, para caluniosamente se auto-promoverem e lhe fazerem a critica, passando a borracha histórica nas Massas, nos Movimentos Operários e no Papel de Vanguarda dos Partidos Comunistas Marxistas-Leninistas que lutaram, e lutam heroicamente por esse Mundo fora.
Não demoverei! Defenderei Marx, Lenin, Cunhal, Stalin, os Operários, o Meu Partido, e a minha Classe «com as armas que tenho na mão», o papel da lavagem histórica e do traidor simplório, deixo-os para os Inimigos da Classe.

barreirinhas disse...

Camaradas: não são simples( e heróicos!) dissidentes que contaram essas verdades:
São antigos agentes da polícia política cubana.

E sobre o herói-assassino "Che":
"Che Guevara A Vida em Vermelho" de Jorge Castaneda.

E qualquer dia salta cá para fora a papelada do cofre do Hotel do Panamá!

Sandra disse...

E também é bem capaz de saltar cá para fora a verdadeira história de Hitler contada pelo seu cão...aquele que Hitler matou com um tiro na cabeça com medo daquelas revelações bombásticas...Ah! O Mickey é filho do Pato Donald!
«Anda um gajo a fazer Revoluções para bestas como estas!»

barreirinhas disse...

Tem toda a razão Sandra: Hitler fez o célebre acordo com Stalin de divisão da Polónia, que lhe permitiu iniciar a segunda guerra mundial à vontade, curiosamente para leste.
Há mais exemplos dessa colaboração comunista--nacional-socialista(nazi)--:Guenter Grass foi membro das célebres SS, e da divisão mais sanguinária(Waffen), e comunista soviético stalinista.
Mas, como todos os da sua espécie, cínico e execrável, andou a fazer-se de antifascista e democrata!!!
Por sinal, grande amigo de Saramago.
Isto é a podridão da Humanidade!

Sobre os métodos sanguinários de Hitler e Stalin e ceausescu e quejandos, há um livro de pesquisa histórica a denunciar essas bestas todas:
"os Ditadores" de Richar Overy

Sandra disse...

Quando é que começam a falar de Escritores a sério? E credíveis? Impressionante! Parece a Roda da Sorte, tantos sítios para acertar, e sempre Banca-Rota!

Anónimo disse...

Já vi que essa sandra é uma vermeilha e se calhar até gosta do estaline e do resto da da comunada como o fidel e o chaves!!!mas sra sandra fique a saber que os portugueses estao a abrir os olhos e já não se deixam levar pelos isquerdelhos que tanto lhe agradam a si e que puseram a nossa pátria traida a ferro e fogo. grande português, além dos nossos reis sí houve um que foi o salazar que nos livrou de entrar na embrulhada que foi a segunda guerra provocada pelo hitler e pelo estaline. se salazar fosse vivo não havia poucas vergoinhas como, há não havia roubos nem drogas nem prostituição e nós até podiamos ter puco mas pelo menos não andávamos com medo e sem saber o que vai acontecer no dia a seguir. tudo feito pelos grandes democratas que só pensam em encher os bolsos. talvez a sra sandra seja uma dessas que se dá de bem com os xuxalistas que destriem portugal!!!! pois é por isso que fala assim!!!! os comunas e os xuxas são uns vendilhões da pátria mas os portugueses não são estupidos e tudo ha-de mudar. nesse dia inda havemos de ver a sra sandra a dizer que sim que é nacionalista e nunca apoiou o socrates!

adolfo disse...

Meninos, é caricato que quando se tenta fazer passar inverdades, a ignorância borbulhe e venha acima, como chá numa chaleira a ferver.
È de facto estonteante a afirmação que Vladimir Kriuchkov, ultimo "chefe" do KGB, fosse filho do falecido presidente da União Soviética, Nikita Krutchev, note-se que das várias funções exercidas por Kriuchkov, não consta que por artes mágicas e inspiradas num lírismo "saloio" alguma vez este tenha substítuido Serguei Krutchev como primogènito de Nikita Krutchev...
Quanto a Huberto Mário Hernandéz, merece a credebilidade que qualquer Anti-Comunista primário lhe quiser dar, essa proeminente figura do comentário desportivo Cubano, um ilustre desconhecido em Havana, diga-se de passagem,profere afirmações sobre conspirações mirabolantes, que levaram o departamento de estado Norte-Americano, a designá-lo como «Testemunha pouco credível», e isto nas palavras de Madeleine Albrigth,quando questionada a propósito da influência Cubana na Venezuela, é claro que vindo da boca da "Comuna Madeleine" é um pouco duvidoso, ora neste parâmetro, Huberto Hernandéz situa-se precisamente na categoria de "Product Made By C.I.A" tal como Juan vivés, autor do maior Best-Seller alguma vez escrito por dissidentes cubanos " Os Donos De Cuba", com uma pequena diferença...é que Vivés é mais conhecido, mas igualmente aldrabão!
Quanto a cubanos que vivem no estrangeiro,(mas que vivem mesmo) não aquela corja aparvalhada que invade Miami com crime violaões e tráfico,veja se identifica esta soberba reacção de quem verdadeiramente sabe do que fala,note-se que não são pagos pelo GRU, ou Pelo G2. São Paulo 2007:« Os dissidentes, contudo, não suportaram por muito tempo a solidariedade dos amigos de Cuba que a manifestavam na forma de gritos como: "Cuba sim, ianque não, viva Fidel e a revolução!" e logo abandonaram o local.

O comitê Paulista de Libertação dos 5 Patriotas marcou presença no evento. Era possível ver diversos cartazes que exigiam a libertação dos cinco heróis cubanos detidos nos Estados Unidos.

Usando um carro de som, diversos militantes pró-Cuba se revezaram em discursos em que listavam os benefícios que a população pobre de Cuba adquiriu com a Revolução. Entre os oradores, estavam representantes da Juventude do PT; Reynaldo Cué, pelo Comitê dos 5; e Elias Jabbour pelo PCdoB.

"Estamos aqui para apoiar as conquistas da Revolução e pedir a libertação dos cinco patriotas dos Estados Unidos", disse Sergio Fernandez, de 32 anos, natural de Santiago de Cuba e que há seis anos vive no Brasil.
Sobre os opositores de Fidel, Sergio ainda disse: "Eles só estão pensando neles. Se terminar a Revolução em Cuba, os pobres não terão acesso à educação e à saúde como têm hoje", disse.

De acordo com Max Altman, 65, presidente desse grupo, seus membros defendem a soberania de Cuba e atacam o "imperialismo americano".» Caso permaneça com dúvidas um inquérito independente feito á pouquissimos anos por uma ONG Norte Americana, deu conta que 80% dos Cubanos estão efectivamente com a revolução, Atenção isto não são fontes Cubanas.O general Arnaldo Ochoa e o coronel Antonio de la Guardia foram fuzilados em 13 de julho de 1989, juntamente com dois de seus mais estreitos colaboradores, os também militares Amado Padrón e Jorge Martínez Valdés.È isto que acontece aos traficantes de droga, em cuba e assim deveria ser em todo o mundo, porque quando se fala de tráfico, estamos a falar de um crime que típifica traços gerais de genocídeo e crime contra a humanidade, ou menino só classifica de traficantes os pretos da Cova da Moura,é normal quando se rege por um espírito inquisitório baseado na moral retrógada e fascizante da Santa Madre Igreja!
Agora para rir mas pouco, toda esta teoria de pesquisa "mafiada" que o menino se esforçou para denegrir Cuba a Venezuela e o comunismo é realmente insólita, porque se tivesse meio dedo de testa,limitava-se a ler o livro que lhe falei acima,"Os Donos De Cuba", e não fazer uma aturada busca na "net" de um artigo de Eduardo Mackenzie publicado a 27-09-2005, onde Allan Ammar, entrevista a propósito de um boato criado num bar de hotel em Havana, advinhe-se quem??? nem mais... Um dos mais famosos dissidentes cubanos de que já falámos...ele mesmo Juan Vivés!!!
È de salutar tambem o comportamento das autoridades Venezuelanas na apreensão de vários quilos de cocaína que uma cidadã Portuguesa de Arraiolos tenteva traficar da Venezuela para Portugal(a senhora é mesmo de Arraiolos, e não consta que o avião fizesse escala na Damaia).
Quanto a Allende, embrulha-se num delírio quase a roçar o burlesco que inspira decerto tratamento psiquiátrico,daqui a pouco na sua concepção como na concepção, revisionista dos autores que enumerou tambem Pinochet era agente Cubano...
Sobre a revolução Bolchevique está apenas a falar da maior rotura a nível do Estado operada em todo o Século XX, não de uma qualquer manif do PNR com 100 pessoas.
Continue assim Barreirinhas(não Cunhal) você e esse anónimo tornam os intelegentes mais sensatos, e os idiotas mais iguais...a vocês claro!

sandra disse...

Sou vermelha (tenho descendencia india)!
Sou admiradora de Stalin, Lénin, Fidel, Guevara, Chavéz, Sub-Comandante Marcos, Allende, Ho Chi Mihn, Nelson Mandela, Bobby Sands,
Arnaldo Otegui, Lula da Silva, e espantem-se os presentes que tambem admiro o maior intlectual progressista Português:DR. ALVARO CUNHAL ( até os cabrões dos pides tiveram que o engolir na famosa tese de doutoramento).
Nas ultimas eleições não consta que o verdadeiro eleitorado de esquerda tenha votado no PNR...Aliás começo a desconfiar que o unico voto no PNR registado na minha mesa foi dado por um Anónimo...As poucas vergonhas de que fala excluem por ignorância, ou por pura estupidez o caso "Ballet-Rose", as senhoras da chinela côr de prata do Cais do Sodré, os raptos por parte da policia política os assassinatos, violações e mutilações dos presos políticos.
Agradeço a Salazar a troca fabulosa da Segunda Guerra Mundial, pela Guerra Colonial, aliás creio que o bom senso prevaleceu quando o grande estadista se apercebeu, que não tinha soldados sufcientes para entrar na Segunda Grande Guerra, pois ao fazê-lo teria que dar-se como voluntário junto com seis elementos da sua comissão de bairro.
Nunca me ouvirá gritar que sou nacionalista, tambem os PIDES o tentaram com vários Camaradas e nem a imagem da morte os fez render.
Nunca apoiei o Socrates, mas acredito, que a muitos anónimos lhes treme a mão em troca de um emprego, como Porteiro numa qualquer casa nocturna.
Sou Patrióta sou branca tenho B.I Português, nasci em Lisboa sou Mulher Comunista e não tenho medo do "Lobo Mau" careca e marcado com Suástica.
Manifestações com 100 indíviduos?! Creio que o Aguias da Musgueira tem mais adeptos! Quer queiram quer não temos mais de 100.000 militantes sem contar com amigos e simpatizantes!O País não é de quem pensa que o tem, o País é de todos aqueles que trabalham que o amam e que lutam todos os dias por uma sociedade justa.
Ainda me vão ouvir gritar de alegria depois da vossa ilegalização, por enquanto apenas se nota um sorriso por saber que, nem só o CDS sofre do Síndrome do Táxi.

Borges disse...

Bravo Camarada...o que nos dá força é lutar do lado certo da História...Até á Vitória Sempre!

Augusto Emilio disse...

Ora viva caros comunas,

Foi com algum regozijo que li aquilo que a meu ver, é uma boa demonstração de debate, mesmo com toda a cega parcialidade e má educação que se lhe possa apontar.
Aproveitei para relembrar ou em alguns casos aprender toda a sonolenta bolchepédia, que seria impressionável, caso não tivesse privado muito tempo na minha juventude com muitos proto-comunas em animadas festas avantescas, e não conhecesse de antemão a cassete que lhes amamentam desde pequenotes.
É talvez com um tom demasiado paternalista que me dirijo a tão valorosos e acérrimos defensores do despotismo e da chacina, para vos dizer que nestas coisas de política, como em quase tudo, é muito mais importante dirigirmo-nos a questões de valor, universais, do que a casos particulares e de monta caduca. Pretendo assim fugir à verborreia demagógica que habitualmente as gentes politiqueiras e rebanhistas utilizam.
Venham comigo!
Em primeiro lugar, penso que é importante discutir a questão da nomeação dos líderes de um estado. Tal como os senhores vermelhos, não sobrevalorizo a eleição democrática, não sou um excitado do boletim de voto. Contando que os líderes sejam bons, tanto me faz que sejam eleitos democraticamente, autocraticamente ou aristocraticamente, entre escolher um de dois maus ou imporem-me um bom, prefiro a segunda hipótese. Por mim até era por meritocracia, mas nesse caso Portugal não tinha governo possível. O problema reside apenas na ausência de homens capazes de governar com honestidade nos tempos correntes, pelo que a eleição democrática ainda é o que nos salvaguarda da tirania.
E aproveite-se a tirania para ir para o segundo ponto. Neste ponto, já vi por várias declarações que os senhores se revêem nas personagens ditatoriais e autoritárias. Aqui já não me convencem de todo. De esquerda ou de direita não faço a apologia da imposição de ideais ou de modo de vida. Acho que esta é a grande diferença que nos separa. Contudo acusam este blogue de fascista e mais não sei o quê. Não se trata aqui de falta de ideais ou meias crenças, apenas de bom-senso. Por mais que se possam apontar estas ou aquelas virtudes pontuais, no grande plano, as ditaduras são más para os povos. Não sou contra um totalitarismo governamental, mas para tal era preciso um líder perfeito, e como não há, esqueçam.
Terceiro ponto, a defesa de assassinos sanguinários. Valha-nos Deus defenderem semelhantes actos, ou homens que os dirigiram. Nenhum regime ou crença justifica a morte de outros, e ao se posicionarem do lado dos assassinos demonstram bem a vossa estirpe.
No quarto ponto, julgo porém em causa o nosso nacionalismo. Só numa mente embrutecida (dos 100 membros do PNR ou dos 100.000 comunistas mais os seus simpatizantes) é que nacionalismo é sinónimo de xenofobia, fronteiras fechadas, “orgulhosamente só”, anti-europa ou anti-mundo. Nacionalismo é amor à Nação, à Pátria, ao seu Povo, modo de vida e cultura. Perdoem-me se vos ofendo, mas amo sim ser português, tudo o que isso representa, gosto do meu país, de cá viver e com orgulho daria a minha vida por ele. E com plena consciência de que não é perfeito, e de que não temos tido a boa aventurança de sermos bem pilotados, sinto-me privilegiado. E não sei o porquê de esta declaração suscitar tanto ódio e ebulição, é uma escolha pessoal que não afecta ninguém, quando muito numa altura de aperto a minha paixão pode salvar-vos a vida. Tenho com certeza reticências em que Portugal não se apresentou como uma nação forte e perdeu em grande parte a sua identidade, e cedeu em muito a sua autonomia prejudicando a produção nacional, mas a culpa foi nossa, e talvez cada um tenha o que mereça. A integração europeia a meu ver, não deveria ter sido feita por uma nação a mendigar, mas ter condições de nos apresentarmos como um parceiro Alicante e aí sim reclamar o que era nosso por direito, mas não foi. Quanto à globalização, é o percurso intransponível da adaptação do mundo à economia, e goste-se ou não está lá. Acho que descaracteriza e no plano global não é muito positivo, mas os paladinos da igualdade e da mescla de esquerda deviam ser grandes adeptos. Mas não, só para o que lhes interessa. É muito bom exportar saúde, tecnologia e direitos humanos para o terceiro mundo, é muito bom para os países desenvolvidos adoptarem estilos de vida, religiões, vestuário ou manifestações culturais e artísticas muitas vezes com características primitivas, esta é a boa globalização. A outra, a má, é aquela que lhes dá jeito, sobretudo se vier dos Estados Unidos.
A questão económica/política, a quinta, é um ponto de divergência óbvia, mas de pouca relevância quando temos pessoas a defender assassinos e ditadores. Neste campo sou pela liberdade, pela democracia efectiva, pelo indivíduo. Não acho que o estado deva subjugar o particular ao todo, não me considero uma peça de uma máquina como defende o estado socialista. O Povo, meus amigos, somos todos nós. Os felizes contemplados com a fortuna, e os que se têm que arranjar com o ordenado mínimo, os estadistas e os proletários, e para mim, a maneira que garante a nossa autonomia é a liberdade. Liberdade económica, de expressão de acto, a democracia efectiva, que nos garanta através da igualdade de Direito a mesma situação na sociedade, fazendo depender do esforço, motivação, objectivo e mérito de cada o lugar a que ambiciona na sociedade. Parece-me um verdadeiro atentado à liberdade um estado que guarda para si a maior parte da riqueza de uma nação, que diz como cada individuo deve viver a sua vida e em que gastar o seu dinheiro, da mesma forma que este não deve ser um direito do capital, grande ou pequeno. Nas palavras de Orlando Vitorino “No capitalismo o dinheiro tem o poder, no Socialismo o poder tem o dinheiro”, a fórmula muda mas a plutocracia é quem ganha, são os mesmos amigalhaços que mandam e desmandam na forma como o povo vive, e nos recursos. Só a liberdade pode dar a cada um, o Povo, o domínio sobre a sua vida e sobre a forma como a quer orientar.
Por último queria aqui expressar a minha indignação, pela associação inevitável da trilogia Deus, Pátria e Família ao Estado Novo, mas sobretudo pela crítica que se faz a quem defende esses valores. Salazar apenas expressou os valores conservadores cristãos não é dono deles, e quem os defende não é necessariamente Salazarista ou coisa que o valha. E se amar a pátria e a família é mau, então estamos perdidos, e mesmo que não amem as vossas, tenham juízo e percebam que quem o faz não vos quer mal, simplesmente está no seu direito de o fazer e não incomoda ninguém. Já Deus, vai de cada um, e se os valores cristãos que defendemos de amor e solidariedade vos agoniam, e o facto de confessarmos uma fé que nos aproxima e nos conforta vos faz tanta confusão, talvez estejam carentes e precisem de uma entre as muitas que vos ofertam. E chega de demagogia e retrospectiva histórica, que não há aqui torquemadas, apenas pessoas que amam a Deus e valores mais tradicionais.
A todos um Santo Natal.

Bem-haja!

Sandra e Adolfo disse...

Augusto Emílio,

Bonita graça os seus progenitores lhe atribuíram. Augusto - o Grande Imperador. Emílio - masculino da Boneca de trapos do Sítio do Picapau Amarelo.
Assim, se compreende a angustiante indefinição em que vive (ou sobrevive). Não é nada, mas é tudo. Balbucia uma autêntica balburdia filosófica e politicamente é uma paleta de cores, regojizamo-nos por ter aprendido tanto com o missal bolchevique! (Agradecemos desde já a sua visita à Festa do Avante, em detrimento da Eucaristia ou até quiçá da Catequese; só não compreendemos como não foi fuzilado por não comungar com os nossos ideais, deveriam estar bem dispostos os criminosos ditadores nesse dia...ou então foi Deus!)Não julgue porém que nos compadecemos com o seu verbo sedoso e ardiloso, pois muitos, como o Caro Augusto, vimos de dentro das nossas sedes em chamas numa manifestação democrática de crer cortar o pescoço aos comunas...sempre com Deus por perto!
A sua moralidade não nos comove, não pelo facto de sermos imorais ou amorais, mas pela efectiva consciência que nos movemos por valores bem mais sacros que os seus.
Nunca aceitaremos a pobreza, a exploração, a miséria, a discriminação, como factos consumados, nem por Deus, nem pela Pátria, nem pela Família.
Os seus esquálidos argumentos resumem-se a espostejar as Sociedades entre Exploradores e Explorados, fica-lhe mal esse aguardar de calças na mão por essa meritocracia tão anglo-saxónica, enquanto se afoga no mar Capitalista...e gosta...porque a luz é calma e a morte é lenta...
Lembro-lhe que esse seu amor à Pátria que um dia nos poderá salvar a vida, já está fora de prazo...Os Comunistas já o fizeram antes, nas celas da PIDE, para que hoje possa debitar a sua prosaica dialéctica. «De boas intenções está o Inferno cheio». Também nós amamos a nossa Pátria, mas não a elevamos acima das outras, até porque isso é pouco cristão. Igualdade para todos os Povos do Mundo, não é ao contrário do que se diz por aí, retrógado, isso é renegar a ciência e a orgânica da vida, e não ter o mínimo de decência intelectual, porque se simbiose não lhe diz nada, o Sr. é um nado- morto da Ciência, uma factura vencida, à espera de um Empréstimo para ser paga.
O seu discurso torna-se grave, na medida em que não mente, usa meias verdades como método de descredibilizar processos históricos moralmente correctos, não que nos sintamos particularmente afectados pelo seu lirismo, como saberá para Nós a sua produção não passa de pedagogia falsificada que faz comunhão e crisma, nos sectores mais ressabiados da Extrema-Direita trauliteira, Escola de Maus Vícios, Maus Hábitos e Má Gente. O Sr. Augusto não foi espancado no Avante, pois não?
Somos adeptos confessos da Globalização, mas da Social, não da Globalização Capitalista e Imperialista.
Denotamos-lhe uma certa rendição aos EUA, quando refere que «Liberdade económica, de expressão de acto, a democracia efectiva, que nos garanta através da igualdade de Direito a mesma situação na sociedade, fazendo depender do esforço, motivação, objectivo e mérito de cada o lugar a que ambiciona na sociedade.» É destas subtis mensagens que se vale para fazer passar o seu «american way of life» que se assume carinhosamente num passeio ao Domingo com a família ao Mac Donald's, enquanto propositadamente omite que existem 900.000 Multinacionais norte-americanas espalhadas pelo Mundo responsáveis pelos Famosos Restaurantes Darfur. Não vemos, senão por raivice acumulada baseada numa espatafurdia interpertação infantil do comunismo, nos responder com tanta intemperança, sem que nada de objectivo ou palpavél, o fizesse encolerizar assim contra duas alminhas que se regem apenas por ideais de Liberdade, Justiça e Igualdade.
Devia erguer as mãos aos Céus por em Abril não termos pago com a mesma moeda, com que nos pagaram durante 48 anos...É de facto lamentavel, que um Emìlio que se assume pela democracia, não passe de Historiador desgraçado que "Branqueia" o Estado Novo.
Como noutro comentário citado, os revisionistas conhecemos nós bem, parece-nos que o senhor faz a apologia do revisionismo oportunista e joga do lado da globalização capitalista,que evita sempre pôr as questões de maneira clara e decisiva, joga com uma suposta democracia burguesa com tudo o que esta tem de vago e flutuante, Joga com um pau de dois bicos entre dois pontos de vista que se excluem, reduzindo assim divergências a duvidas e a votos piegas e inocentes, evitando assim uma tomada de posição que não passe pela pura hipocrisia, e pela lavagem Histórica...
Demonstra bem a sua estirpe ao afirmar que as pessoas não devem receber um salário para melhor a sua condição de vida, e que o trabalha não é um direito consagrado e para a vida; é nesse assomo da sua pavorosa cultura que Portugal tem actualmente 2 milhões de pobres! Aposto que tudo aquilo que tem não foi com o suor do seu rosto mas, com o sangue do trabalho dos «seus escravos»! É essa mesquinhez de posição perante a Sociedade que mantém Portugal a saque de Vilões e Bandidos que envergam com risos cínicos as velhas gabardines dos Pides reformados.
Agora retiramo-nos pedindo a sua benção.

"A revolução é uma luta até á morte entre o futuro e o passado"

Anónimo disse...

Mas que algaraviada comuna é esta que por aqui passa? Já nem no Leste os comunas sobrevivem e vêm eles para aqui armar-se em superiores? Pois eu nunca fui nem tenciono ir a festas do avante pois cheiram mal e não me quero conspurcar com a populaça irada que festeja a balbúrdia e anseia pelo dia em que todos os que não sejam vermelhos sejam lançados ao campo pequeno! Portugal, meu Portugal, ao que chegaste! Ao que chegaste após séculos de gloriosa história e monarquia, após um período dourado em que, com Salazar, sempre aprendemos a orgulhar-nos da nossa nacionalidade! Tudo destruído em três tempos por estes bandos de rufias que, comunas declarados ou comunas ditos democráticos e socialistas, amotinaram a pátria e a puseram à venda!... Eis-me, no entanto, certo de que tudo mudará e nem faltará tanto tempo assim. Eis-me convicto de que a balbúrdia terá um fim e nos poderemos enfim voltar a orgulhar do nosso país e em qualquer outro país que visitemos declarar de cabeça erguida: "Sim, sou Português!"

Augusto Emilio disse...

Caro casal comuna,

Não vivo em algum tipo de indefinição. Em termo de valores pessoais, e sempre pessoais para que não me confundam - para mim e mais ninguém ouviram bem? - defendo a Verdade, a ética aristotélica e a moral cristã. Em termos políticos identifico-me com o liberalismo, com a Justiça e com a Liberdade. Se a questão é onomástica tenho todo o gosto em elucidá-los de que o nome significa sagrado trabalhador.
Ao não me colar a regimes, personagens, movimentos políticos e partidários do passado do presente ou do futuro, acho que deixo bem clara a minha vontade de não me confundirem ou integrarem num dos vossos múltiplos preconceitos. Tanto que nunca afirmei que todos os comunas são criminosos, larápios ou sacripantas. Apenas critico a defesa de déspotas assassinos e a vontade de imputar pela força ou coerção a vontade do estado ao indivíduo. E tentem adquirir um pouco de respeito pela fé dos outros.
Um pouco cansado da vossa falta de educação, ofensa e da confusão propositada entre crenças pessoais e um processo histórico do qual não tive responsabilidade, e de movimentos de massas dos quais nunca fiz parte ou me identifiquei, lamento a pouca seriedade com que leram o que escrevi.
Digo isto com a plena consciência de que a superioridade moral de que falam, foi tantas vezes responsável pela chacina de povos ao longo da história, pela superioridade da direita, pela clarividência da esquerda ou pela divindade das religiões, que o discurso do tirano profético só me assusta.
Deixo ainda, e se me permitem, a declaração de que não sou nem pró nem anti americano. Sou pró lusitano! E o facto de acreditar que cada um deve colher os frutos do que plantou, que não devo ser responsável pela existência dos outros, nem os outros da minha, que o estado não se deve imiscuir na vida do seu povo, não faz de mim um americano gordo no seu bruto carro, talvez um admirador da escola Austríaca.
A minha pátria para mim é a que me interessa, como a minha família e a minha civilização, existirão outras, melhores, piores, possivelmente. Se as quisesse andava a tentar encontrá-las. Tomara eu conseguir suportar a organização e sustento da minha vida e dos meus, quanto mais viver na pretensão de salvar o mundo.
Um Santo Natal para todos!

Bem-haja!

Ze do Telhado disse...

Nada a acrescentar.
Um Santo Natal caros leitores. E um abraço especial aos meus companheiros.

Sandra e Adolfo disse...

Porque não seria de bom tom "Postar" neste Blog só numa prespectiva de "Rebate", onde queremos ser respeitados pelos nossos ideais e tentamos por vezes a todo o custo não cair na ofensa gratuíta,ou na contradição, (que é óbvia), produto das nossas difrenças,queremos deixar claro que debates mais "inflamados" não são premeditados para tentar ofender ou "espezinhar" alguem.
Não queremos tornar Portugal, no foco da nossa "desunião" pois é precisamente este o ponto que nos deve unir (e sem aspas), pois tal como vós o amor a este País é a causa principal pela qual nos movemos...Logo, mesmo não comungando do espírito desta data festiva, a todos (mesmo a todos)
desejamos um Bom natal, e que vós e os vossos possam gozar esta época Natalicia com tranquilidade e paz.

Atenção:Natal é só uma vez por Ano

Mestre de Aviz disse...

Muito obrigado. Espero que todos tenham tido um santo (ou bom, para não ofender ninguém) Natal.

Quanto à nossa pequena discussão, se o amor a Portugal nos une a todos, a todos os portugueses, espero, embora ache que o amor que os comunistas têm ao internacionalismo socialista seja maior, espero sinceramente que arranjemos soluções para os problemas que o País enfrenta. Vocês dizem ter feito o 25 de Abril e ter trazido a liberdade para todos. Eu pergunto: onde é que se escondeu a liberdade? Eu ando na rua e sou perseguido por gangs. Vou a um restaurante e não posso fumar à minha vontade. Compro qualquer coisa e 21% do dinheiro vai para o "Estado", vendo qualquer coisa e tenho que pagar mais-valias. Falo em Igreja e sou logo enxuvalhado. E por aí em diante... Onde é que se escondeu a liberdade, meus amigos?

Melhores cumprimentos

Joana Amaral disse...

Em relação à Liberdade concordo consigo mas tem de admitir que hoje em dia se está muito melhor que antes do 25 de Abril...com todo o mal que hà hoje e na a falsa liberdade em que vivemos sempre temos mais direitos e maior nivel de vida por exemplo...eu sei bem como se vivia antes, como se vivia no interior, sem transportes, médicos, trabalho, comida e sempre com os assassinos da pide e os bufos à espreita, havia até medo de desabafar contra as más condições em que se vivia...eu tive sorte pois a minha familia era das poucas de classe média mas vi crianças descalças no inverno a ir para a escola, isto as que não tinham de ir trabalhar para ajudar no sustento da casa, vi como centenas de trabalhadores sanzonais andavam de zona para zona a trabalhar nos campos, a dormir em locais sem as minimas condições e a ganhar uma miséria que nem dava para se alimentarem como deve ser...isto para não falar em outras áreas, como a educação por exemplo, se hoje o Povo Português não é dos mais cultos, antes do 25 de Abril era um dos mais atrasados, pronto a rivalizar com qualquer pais de 3º mundo.
Não quer dizer que agora estejamos no paraiso,para mais muitas das grandes conquistas do 25 de Abril têm-nos sido retiradas e esse ataque continua...

Mestre de Aviz disse...

A questão aqui não é se antes do 25 de Abril se vivia pior ou melhor. Não vou discutir que o País era mais pobre, pois isso é um facto. Mas é também fruto dos tempos. O que me irrita aqui é a hipocrisia com que os nossos governantes se escondem atrás da capa da liberdade quando eu sou tudo menos livre!

joana amaral disse...

Sim tem razão nesse aspecto, realmente todos os governantes tem feito isso mas nem todos os partidos no parlamento concordam, alguns tem essa mesma opnião...agora não é a extrema direira que irá trazer mais liberdade, mto pelo contrário...foram eles quem mais a tirou neste pais.

Mestre de Aviz disse...

Permita-me discordar. Em primeiro lugar, neste blogue e acho que já ficou bem claro, ninguém é de extrema-direita! Nós somos nacionalistas porque amamos o nosso povo e o nosso país. Não nos rotule, sff. Outra coisa, você com esse nome deve ser do bloco de esquerda. Não a querendo rotular nem menosprezar, acho que o comunismo já mostrou que é mestre em aniquilar liberdades, ou não concorda comigo? Olhe para a História, ela fala por si.

Bom ano

Adolfo disse...

È de facto, impressionante as cambalhotas que este nosso rei dá para levar a água ao seu moínho...
Utiliza a liberdade como palavra de referência em quase todos os tópicos num assomo populista de concordata.
Crítica o Comunismo por limitar liberdades, as democracias burguesas ocidentais, toda e qualquer filosofia política lhe serve para encontrar supostos ataques aos direitos liberdades e garantias do comum dos cidadãos...
Estranho é o facto que qualquer dos regimes a que faz critica tenham na sua génese ideológica e prática garantido mais liberdade económica social e política que qualquer regime Nacionalista, Monárquico, ou Fascista que sempre delemitaram e restringiram ao máximo qualquer prespectiva libertária sobre os povos submetidos a estas verdadeiras ditaduras que sempre renegaram o sufrágio, ao contrário dos comunistas e tudo fizeram para administrar os Estados na base do totalitarismo e da raiva cega pela classe operária, exercendo sobre esta uma repressão, que causou enormes baixas em diversos sectores da sociedade...Depois é só revisão Histórica e pura invenção, baseados em historiadores da corrente Burguesa e carneirista que, com uma bazófia de bradar aos cães inventam "NOVOS" factos na assumpção de tornar aquela máxima de "uma mentira dita muitas vezes torna-se verdade" como a invenção enormissíma de que os mortos causados pelos regimes comunistas seriam mais do que os causados pelos seus regimes torcionários de eleição...A MENTIRA é sempre MENTIRA, e a razão mesmo vencida não deixa de ser razão.
Entre uma ditadura de Esquerda ou uma de Direita ou mesmo esta "Ditadura Parlamentar" em que vivemos escolho de longe a primeira...e nem me importa que venha a gritar aqui del Rei que o comuna disse que gosta de ditaduras, sei que não sou em termos de virtude um democrata dos sete costados, mas tambem não preciso de ser...No regime em que vivemos a ditadura é muito mais subtil e perigosa, a teoria dos governos é: gritem protestem, nós lixamo-vos de qualquer maneira...
Quanto a neste Blog não haver membros que se assumem de Extrema-Direita tenho guardada uma compilação de afirmações que até podem ser rebatidas, mas nunca desditas ou desmentidas, de mensagens enviadas pelo "Staff" clubístico deste Forum cibernético...

Até amanhã... Viva o povo e a Classe operária!

Ze do Telhado disse...

Mostre lá isso por favor sr."democrata". Liberdade para si e para os seus. Para nós guilhotina.
É tão engraçado.

Joana Amaral disse...

Por acaso votei no Bloco nas ultimas eleições, sempre fui de esquerda e já votei em vários partidos de esquerda mas de momento o Bloco é o unico partido que se enquadra com os meus valores revolucionários, o PCP parou um bocado no tempo, apesar de eu os admirar muito, é principalmente a eles que devemos o fim do corporativismo/fascismo em portugal e é o partido que mais merece o meu respeito a seguir ao BE pois sempre foram coerentes e sérios...quanto ao PS, já se sabe, de esquerda só tem o nome, o PSD é o mesmo que o PS, o CDS é uma nulidade apoiada no fanatismo religioso e na defesa dos grandes interesses financeiros e os partidos à direita dele não merecem de mim o minimo respeito pois defendem idéias perigosas, extremistas, anti-sociais, irreais, etc, como o nacionalismo a defender algo que vai contra o padrão de desenvolvimento da nossa espécie, pois a tendencia será sempre a união dos povos e o intercambio de culturas e povos, algo que já começou desde que o homem existe. Além do mais é algo que está condenado face à inevitável globalização.
O meu nome é mesmo Joana Amaral, se fosse para inventar um nome teria escolhido com certeza outra pessoa, não que tenha algo contra ela, mas não posso dizer que a admire.

Mestre de Aviz disse...

Peço desculpa pelo mal-entendido. Em relação à sua descrição dos partidos portugueses, tenho que discordar em algumas coisas. Vou começar pela direita. O CDS não é um partido perigoso, não me venha com histórias. Na sua génese, o CDS é partido mais equilibrado de todos, com valores que toda a gente devia ter e respeitar. O problema são as pessoas que estão à frente, mas a responsabilidade disso ainda está para apurar (lembre-se do acidente de Camarate). O PSD é mais outro partido mal guiado, embora não concorde com as ideias da sua génese, tenho a certeza que com outras pessoas à frente, seria um partido que traria grandes benefícios à nossa "democracia" (lembre-se outra vez de Camarate). O PS é mais de esquerda do que as pessoas pensam. Estas atitudes ditatoriais do sr. sócrates fazem-me lembrar o estalinismo. Bancos privados na mão do Governo, leis completamente absurdas, aniquiladoras de liberdades, etc. O PC só merece o meu desprezo. Foram eles que fizeram o 25 de Abril, sim, mas também foram eles que nacionalizaram a nossa Economia e nos levararam à desgraça que hoje vivemos. (Não, não foi o Salazar. Bastaram 6 governos comunistas para deteriorar o nosso país! Tem alguma coisa a acrescentar a isto?) Quanto ao Bloco, para mim, são um bloco de inergumenos, desculpa a expressão. O próprio Louçã, nas suas aulas diz que tudo o que diz na televisão é mentira a nível económico. Acho que não preciso de dizer mais em relação a esta escumalha.

Melhores cumprimentos e Bom Ano

adolfo disse...

Os campos de batalha do Comunismo são todos.
A dinâmica e a orientação da luta não pode nem deve ser questionada em termos absolutos, pois caímos no risco de retirar legítimidade ao processo revolucionário.Se eventualmente o contexto da luta tiver de algum modo de se assumir pela luta armada (e não são raras as vezes em que isso acontece), devemos assumir sem reservas essa tarefa...A construção do Socialismo deve porém afirmar-se pela paz e pela solidariedade entre os Povos em luta na assumpção de uma vida digna num mundo onde a desigualdade seja designada como exepção.
O socialismo é uma via para o Comunismo,não uma filosofia de "Meta" "Estanque" que limite o Colectivo ou o indíviduo inserido neste, a acomodar-se como se fosse o fim da História, nesse caso, nem o Comunismo o é.
O Socialismo define-se em "compêndio" «como uma doutrina ecnómica social e política que põe em comum os intresses da sociedade, sistema político-económico que defende a direcção e dominio do Estado nos bens de produção e de consumo e uma nova distribuição da riqueza»,muitas vezes devido a uma nova esquerda alheada de Consciência de Classe que tende em desvirtuar o Socialismo, com uma tese Revisionista da História e da Luta de Classes, cai-se na tentação de trazer á luta inimigos de base do movimento operário, fomentando deste modo no seio do Proleteriádo contradições que geram movimentos de Fracturantes no que diz respeito á via revolucionária da construção do socialismo...Devemos premanecer atentos para que não sejamos infiltrados pelo revisionismo burguês que mais não faz que servir de "capacho" ao Capital e ao seus Ideólogos.
Essa "esquerda" usa do sofisma ou seja vale-se do Socialismo para dar aparência de verdadeira a uma asserção que se sabe ser falsa, vive da revisão e da mentira desbocada para confundir as massas induzindo-as a fazer concessões aos seus inimigos,é neste leque pseudo-filosófico que se insere o Bloco de Esquerda...O revisionismo é o um dos principais inimigos de Classe e das Massas.
A Luta Armada encontra legitimidade, na falta de soluções de diálogo, entre os Exploradores o Proletariádo e as Massas, não se trata de um assomo belicista das massas contra o explorador, mas de um movimento de Direito, que só através das armas pode exigir o que lhe pertence, é legítima a luta contra a exploração por todos os meios, a violência está em não lutar.
O movimento de enmancipação dos povos assume uma dinâmica sempiterna...não tem principio nem terá fim.

Sempre em Luta Camaradas...Até á Vitória Sempre!

Mestre de Aviz disse...

Vá la fazer propaganda para outro sitio, ja chega de disparates

soviet disse...

É engraçado como os militantes do PCP preferem chamar caluniar, desrespeitar e até menosprezar camaradas de luta deles numa infrutifera tentativa de ignorar os seus próprios erros...para os senhores só há uma esquerda, o PC, quando na realidade o grande motor e dinamizador da oposição de esquerda é o Bloco, com menos deputados fazem um melhor trabalho que os senhores, com isto não estou a dizer que o PCP não serve para nada, estou só a querer tranmitir a minha desilusão com o PCP, no passado sempre votei PC mas desiludiu-me a vossa falta de pluralismo, mesmo interno, o vosso egocentrismo e sobretudo o facto de não serem capazes de reconhecer os erros do passado e logo não poderem evoluir e melhorar...a sociedade e o mundo muda, o PCP não...é inquestionavél que os regimes comunistas cometeram erros, erros de tal maneira graves que vieram a causar a sua queda, os que ainda sobrevivem são uma aberração como sociedades comunistas...excluindo Cuba que é um caso com uma análise muito própria, esses paises atropelam todos os valores socialistas em nome do mesmo socialismo...ou para si a China é um exemplo? e falo a nivel geral, não em casos pontuais.
Têm que compreender de uma vez por todas que não é o Bloco o culpado das vossas descidas eleitorais, o Bloco apenas se apresenta como uma opção mais moderna e adaptada à actualidade, como um partido/movimento capaz de reunir as várias tendencias da esquerda revolucionária, tendencias essas todas formadas devido a erros vossos... É impossivel para o PC haverem opniões diferentes, existirem duvidas em relação às orientações dadas pelo comité central, isso é a verdadeira causa de tantos camaradas vos terem abandonado e continuarem a abandonar...vosses são um grande partido e o vosso lugar é na vanguarda não na retaguarda a defender o passado, ainda para mais quando este está errado...o movimento comunista é um movimento de ruptura, de choque e de inovação, vanguardista...no passado foi assim que cresceu e conquistou tantas vitórias mas foi no momento em que se tornou ortodoxo e conservador que começou a cair...isto devia ser uma lição sufeciente...

Anónimo disse...

quem camabda de ridiculos..esquerda, direita, centro...ditador passados.acordem pa vida.larguem o passado e vão mas é trabalhar po futuro. comunas e fascistas são o cancro da sociedade

Anónimo disse...

e tu és um otário..deves ser do ps ou psd...que são os chulos da sociedade....uns dos maiores responsáveis pelo belo pais que temos hoje em dia...foi graças aos "cancros" cumunas que podes falar assim...foram esses comunas que te deram a maioria dos direitos que tens hoje...otário...
Os verdadeiros comunas não olham para o passado, são a vanguarda...defendem as lutas do futuro no presente.

Adolfo disse...

O P.C.P e o Bloco são Partidos que não comungam dos mesmos principios tanto nivel da sua acção politica como de orientação ideológica...O Bloco elegeu já á alguns anos o PCP como alvo da sua critica inconsequente, tendo nessa opção marcada a sua posição de movimento elitista e burguês, que se apoia no oportunismo das conjecturas politicas para servir de muleta aos partidos que estão no poder,o Bloco, que de esquerda só tem o nome, não passa de um conjunto de mentalidades alienadas em torno da defesa de um nucleo de pseudo-humanistas estoicos, que se resignam ao servilismo das massas perante o poder do capital,tem mostrado que ao longo dos tempos, tem servido hipocritamente todos aqueles que lhe possam proporcionar acordos estratégicos, tendo em vista a sua ascenção como Partido.
È fácil de constatar,que o Bloco com o seu discurso prolixo, por vezes quase "Evangélico" se demarca das grandes decisões que são patrimonio da esquerda séria, o que faz do PCP o unico partido que leva a cabo uma oposição responsável, não são poucas as contradições de cariz burguês e "anti-classe" em que se envolve o Bloco,por exemplo na discussão da lei do aborto, foi o bloco de esquerda quem se aliou ao PS para referendar uma lei que facilmente seria aprovada no parlamento por maioria já que o PS como governo maioritário que é, tinha todas as condições, para legislar sem o temor de ver a lei chumbada já que o PCP votaria a favor e supostamente o BE tambem, foi tambem o Bloco, que depois de uma propaganda cinica tipica de um movimento de Extrema-Direita se acoitou com o PS no executivo da CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA, para ao arrepio de tudo aquilo que prometeu,começar a viabilizar despedimentos,aprovar projectos que serviram de "bandeira negra" na campanha do Bloco como a "negociata" em que estão envolvidos os terrenos do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL, até á viabilização de obras na zona ribeirinha de Lisboa ou a promiscuidade especulativa sobre a construção de tecido urbano no Parque Natural do Monsanto que mesmo tendo a ver com contrução de infraestruturas publicas não justificam a mentira e o "volte-face"...É dito e sabido que o Bloco gostava de ser o que o PCP é, e que não o podendo ser enceta uma guerrilha revisionista, que o leva a dizer e inventar as maiores atrocidades sobre o PCP, o exemplo disso foi uma conversa que tive com estudantes universitários Galegos na Festa do Avante de 2005, que assistiram a um colóquio, em que o dirigente do Bloco de Esquerda FERNANDO ROSAS, convidado para dar o seu contributo e prespectiva da ditadura salzarista em Portugal,se limitou durante o tempo todo a denegrir e a desclassificar a luta que o PCP travou durante a ditadura Salazarista, para a libertação de Portugal,esqueceu-se mesmo que o PCP foi o primeiro Partido que apoiado nos seus estatutos e confirmado nos seus congressos a definir, o modelo democrático em portugal e a subsquente convocação de eleições livres.
O PCP, partido de "Classe" Patriota e internacionalista ao longo da sua História nunca virou as costas a coligações ou Movimentos que no intresse do bem colectivo,se afirmaram pela sua coêrencia, principios, e acção progressista em prol das massas, foi assim com o MDP,na APU assim é com os VERDES e a Intrevenção Democrática na CDU, é assim com os trabalhadores e com os sindicatos e com o sua maior organização de Classe a CGTP-INTERSINDICAL, é assim com a estrutura independente da JCP, e com todos os que vierem por bem...
"O esquerdismo é a doença infantil do Comunismo" assim dizia Lénine, o Bloco tem de se situar, ou é do povo...ou é anti-povo não existe meio termo...é assim que se afirma o PCP absoluto e inteiramente ao serviço povo.

Adolfo disse...

Soviet!!!ser do PCP, não é ser Comunista de todos os «Comunismos». A base teórica e a matriz filosófica sobre a qual foram redigidos os Estatutos do PCP é o Marxismo-Leninismo. O Revisionismo historico-político induz por vezes (quase sempre) à desinformação e ao servilismo cego ante o maior inimigo do Comunista, a BURGUESIA. Nunca na História da Humanidade se esteve tão perto da prática comunista como na URSS, pois o Comunismo não é "per si" um modelo filosófico de geração espontânea, constrói-se. Há, no entanto, ao longo do processo histórico uma Corrente Revisionista, que rejeita categoricamente a ideia de Ditadura do Proletariado; nega a Oposição de Princípio entre o Liberalismo e o Socialismo; nega a Teoria da Luta de Classes, considerando-a inaplicável a uma Sociedade estritamente Democrática, administrada segundo a vontade da maioria; logo nega automaticamente os Fundamentos Revolucionários e de Luta de Classe, fomentando uma vez mais o fosso social. O Revisi abandona o Materialismo Dialéctico de Marx e o Materialismo Histórico, substitui a Dialéctica "subtil" (e Revolucionária) por uma Evolução simples e estática. Em matéria de Filosofia, esta Corrente caminha a reboque da Ciência Professoral Burguesa; o Revisionismo amarra-se aos NeoKantianos para voltar com as palermices mil vezes repetidas pelos Padres, contra o Materialismo Filosófico. Ora, o que podes encontrar como caminho nessa falsa esquerda "fácil", de "cartaz" e de "slogan" é o esvaziamento do Comunismo e do seu conteúdo Revolucionário, exaltando-se o que é aceitável só para alguns. O Comunismo tem que ser para o séc. XXI o que foi desde a sua génese, a verdadeira tarefa de um Partido Comunista não é inventar planos de reorganização da Sociedade, ou pregar aos Capitalistas e aos seus Lacaios um melhoramento das condições de vida dos Operários, nem sequer tramar golpes, mas organizar a Luta de Classe do Proletariado e dirigir essa Luta, cujo o objectivo final será a conquista do Poder Político pelo Proletariado e a Organização da Sociedade Socialista.(continua)

Adolfo disse...

Não é com Coligações de cariz Neo-Liberal que os Comunistas terão sucesso na sua Luta, muito menos o Partido Comunista Português, que em matéria de Democracia e de Luta Política é a cátedra na Sociedade Portuguesa e também no plano Internacional. O Camarada Álvaro Cunhal ,e só a título de citação, referiu um dia, que NÃO HÁ COMUNISTAS FORA DO PCP. Se o BE tivesse os mesmos objectivos e fins que o PCP, jamais teriam formado um Partido, iriam sim militar no PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS; e são precisamente Quadros desse Partido que se diz de Esquerda, que em debates afirmam convictamente que Álvaro Cunhal é um Oportunista, um Tirano que defende o Culto da Personalidade...(Só quem não privou com Álvaro Cunhal ou bebeu da sua ideologia de base, poderia afirmar tamanha CALÚNIA...MENTIRA; teríamos sempre a possibilidade de referir aqui Zita Seabra, mas como milita actualmente no PSD, tudo pode dizer...). Não quero porém pessoalizar a acção do PCP à produção individual do Camarada Álvaro, porque ele é apenas mais um do nosso imenso colectivo, onde decidimos livremente, onde há verdadeira liberdade e justiça, e onde se exerce a Democracia plena (centralismo democrático)de mão no ar, e rosto descoberto. São assim os Partidos que não temem. O resto dessa Esquerda inexistente que focas em cima é apenas mais um Movimento de Oportunistas, que se resignam em viver das migalhas do Capital, migalhas essas que são o pão amassado com o suor do Povo, e que a ele pertence de pleno direito. Segundo Lénine, os Partidos Oportunistas evitam sempre pôr as questões de uma maneira clara e decisiva, joga com um pau de 2 bicos, entre 2 pontos de vista que se excluem, procurando pôr-se de acordo com ambos, reduzindo as suas divergências a dúvidas e a votos piegas e inocentes. Temo ter que te perguntar, qual o papel desempenhado pelos Bloquistas ou a estrutura de direcção do B.E na Revolução de Abril ou da sua produção revolucionária para queda do Regime Salazarista e a sua acção política enquanto oposição no actual regime??? NULIDADE! Gostava também de te perguntar o que achas do Aventureirismo Anarquista na Guerra Civil de Espanha,(Modelo Político que durante anos foi quase património de identificação filosófica do B.E,porém sempre de maneira confusa) o tal que embrenhado nas suas próprias contradições, permitiu a Franco governar até à data da sua morte. E quem amparou os Refugiados do PCE e Anarquistas que fugiam da tortura e morte? Apenas Estaline! Ninguém mais lhes estendeu a mão...Não fosse só para mostrar as virtudes do Humanismo Soviético, já teria valido a pena: «Quem salva uma vida, salva o Mundo inteiro» (Oscar Schindler). Como escrevi num tópico anterior é dever moral de qualquer Comunista fazer a defesa de Estaline e da URSS, de Chavez e da Venezuela, de Fidel e de Cuba, de Guevara, de Allende, de Lénine, de Marx e do PCP. A crítica deixamo-la para a Reacção Burguesa e para os Renovadores. VIVA O PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS

Adolfo disse...

Um adágio bem conhecido diz que se os axiomas geométricos fossem contra os intresses dos Homens, tentar-se-ia certamente refutá-los.
Nunca na história a produção foi de tal maneira bem redistribuida ,como na URSS,de Stalin, de modo a reduzir o fosso entre ricos e pobres .
Sózinha a teoria Marxista pode ser bandeira do movimento de classe dos operários, a humanidade deve estar empenhada em pôr esta acção de cariz revolucionário em prática
Protegendo-a de alvitamentos a que estão expostas as teorias de constução do socialismo tendo como meta e objectivo final a sociedade comunista…
Ora o anarquismo o anarco-sindicalismo o anarco-comunismo e outros modelos (como o modelo abstracto do Bloco de Esquerda), baseados fundamentalmente na ruptura de movimentos dissidentes da burguesia ,com o seu fomento maternal inspirado na Anomia (caos e ausência de ordem) recusando “papisticamente” a adesão a esta tese, tentam transferir o desacato e a contradição para dentro massas ,adoptando uma putativa legitimidade sobre o ideal de liberdade.
Já dizia Lénine que « as massas aprendem na vida e não nos livros» é por isso que que há pessoas ou grupos que exageram continuamente na teoria unilateral de táctica!
Mesmo em doutrinas ligadas á luta da classe operária , as concepções «utópicas» e «idealistas» ligadas ao anarquismo assentes em deturpações do marxismo travaram lutas que os descredebilizaram e os retiraram na hora , ou postumamente do processo histórico revolucionário, prova disso é a expulsão do Bakuninismo da internacional quando reclamava que a luta passava por uma teoria geral de dominio junto do movimento operário,depois os Proudhnianos com muhlberger á cabeça , desenvolveram teses inoperantes a nivel luta operária recolhendo-se na “teoria”deixando a luta para quem dela iria usufruir, depois foram os positivistas com Dühring e a confusão de saques oportunistas em termos ideológicos ao Materialismo e ao idealismo filosófico hegeliano fez com que , o Marxismo suplanta-se inegavelmente todas as outras ideologias do movimento operário dado que a influência que estas tiveram sobre o movimento operário mundial foram completamente insignificante.
Incomparável é tambem o sumo histórico retirado da maior ruptura a nível do estado operada em todo o sec.XX( a revolução russa de outubro de 1917) e a guerra civil espanhola , gostava tambem de saber o porquê de inverter a história e retroceder ,passando um atestado de menoridade e tacanhez as massas instruidas no comunismo a abolição da moeda pra actos normais de troca e anulação de estados não agressores e cooperantes, não quero explicação de compêndio, apenas a razão lógica e o fundamento!
.O anarquismo prémarxista e pósmarxista está batido, prossegue a sua luta não sobre o seu terreno, mas sobre o terreno geral do Marxismo…o revisionismo não vingará…a luta continua…Venceremos!


PS:Qual é mesmo a matriz filosófica do Bloco???

Resposta:nenhum, baseia-se no Oportunismo Inter-Classicista,procurando usufruir de direitos que pela sua génese burguesa, se disporá a negar ao Povo que sempre em género de "Cartaz Populista" diz defender...Entre um inimigo mascarado e outro de cara descoberta, prefiro lutar com aquele que identifico,porque de qualquer forma não são covardes nem arranjam subeterfúgios para me atacarem de peito aberto, e eu poder responder da mesma maneira!!!
Assim se afirmam os Homens, nas suas contradições, tambem na defesa dos seus ideais e na luta pela verdade.

VIVA O PARTIDO COMUNISTA PORTUGUÊS.

Sandra disse...

A acção do Be resume-se á destruição de campos de milho genéticamente modificado.
Quem sabe o BE possa progredir e passar a lutar tambem com o Trigo.

soviet disse...

Pois é, vosses aliaram-se ao MDP...e destruiram-no...por acaso a minha mãe era do MDP e não se esqueceu, apartir dai nunca mais quis nada com o PC e ela foi uma das que lutou antes do 25 de Abril, uma das que se desiludiu com o PC...quem se alia a vosses não pode ter ideias próprias, tem que ser cego e aceitar tudo o que lhe dizem sem fazer perguntas, quem o faz é revisionista...
Quanto ao referendo do aborto, o ps nunca aprovaria a lei no parlamento, iria sempre para referendo, o que o Bloco fez foi antecipar isso, a unica maneira era o referendo e o Bloco avançou para ele, é enquestionável que foi ele o grande impulsionador da vitória do sim, assim como foi o Bloco que nos ultimos anos sempre lutou pelo fim do aborto ilegal...
Eu sou dirigente do BE desde que ele apareceu, já o era na UDP, por isso não me venha dizer que não sou comunista e sou burguês...se quer falar de estar vendido à burguesia, olhe primeiro para o seu partido...
Tanbém não foi o Bloco que desde o inicio atacou o PC, foi sim o contrário...o PCP nunca aceitou o bloco, sempre o menosprezou e apelidou de revisionista quando na realidade ser revisionista não é assim tão mau...é sinal de mudança, de evolução, pior é ser ortodoxo e viver no passado...desde que se mantenham sempre os verdadeiros valores socialistas até é bom evoluir...
Gostaria de responder a tantas acusações que aqui fizeram ao Bloco mas julgo que aqui não é o lugar certo...sinceramente gostaria de discutir isso contigo... mamp_2000@live.com.pt...escreve para ai que eu respondo-te...agora acho que este bloog não é o lugar certo...

Adolfo disse...

Ok, eu discuto contigo onde quiseres, agora não utilizes a UDP, que hoje está constìtuida em associação e foi dissolvida como partido aquando da sua aglutinação pelo o Bloco de Esquerda, A UDP elegeu deputados em coligação com o P.C e nunca desapareceu,assimcomo vereadores na Camara de Lisboa... O MDP outro que tal, só desapareceu depois de dixar a coligação com o P.C...e se bem te lembras o aborto aprovado na assembleia foi uma das bandeiras eleitorais do PS...quanto á luta encetada pelo P.C no que refere ao aborto, é Histórica, não havia bloco de esquerda, PS, PSD, OU CDS...n´s temos 86 anos não temos 10, 20 ou 30...São 86!!!

Anónimo disse...

e se fossem trabalhar em vez de vir praqui falar de siglas?

barreirinhas disse...

Como o Adolfo (não será Hitler o resto do nome...?)implicou comigo, aqui vai a resposta:
Eu NÃO disse que o último chefe do KGB era filho do Kruschev: disse que no programa participaram o filho do Kruschev E o último chefe do KGB.
Aprendam a ler!
Podem andar a dar vivas às vossas ilusões.
Mas o povo, quando pode, corre convosco a sete pés!E se puder ser à pedrada, melhor, tais são as brutalidades que o comunismo lhes impôe.
Por isso, os países ex-comunistas não vos suportam...
E ainda mais comunas irão cair...
E só estar atento e esperar.

barreirinhas disse...

E falei naqueles nomes para realçar que o programa da RTP2 não tinha sido realizado por "fascistas", "reaccionários" como vós chamais a quem não concorda convosco.
Não: a barbárie soviética estava bem representada, e expôs as suas debilidades evidentes...

Augusto Emilio disse...

Agradecia, se os caros comunas das mais variadas vertentes, que se acham os criadores da Liberdade, pudessem ir discutir "o meu comunismo é muito melhor que o teu" para outro lado. Com sorte um blogue de esquerda, que realmente se interesse e tenha pachorra para esses assuntos.

Bem-haja!

Soviet disse...

Falo na UDP porque é o meu partido...a udop não foi aguilhotinada pelo BE...a udp é uma das bases do BE, não fales do que não sabes...eu próprio fui delegado ao congresso da UDP que aprovou a formação do BE como movimento politico, unindo assim a UDP, PSR, Politica XXI e vários independentes...quanto á base ideológica do BE, temos pessoas que comungam das várias correntes revolucionárias, eu por exemplo, sou marxista leninistas, assim como o são os membros da UDP, mas como já tinha dito, somos pluralistas, não nos julgamos os senhores da razão e o centro do mundo como o PC...mas em comun temos todos defendermos uma sociedade socialista, só que apreendemos com os erros do passado e não queremos cometer os mesmos erros que o PC.continuamos a converça por mail...se ainda estiveres interessado...
Sandra, tenho que te dizer que já vi comentários teus mais bem fundados, este ultimo de ataque ao Bloco é sem duvida muito linear...não podes julgar o BE pior apenas uma acção, ainda para mais quando essa acção não teve o apoio do Bloco...é verdade que alguns militantes a apoiam(eu sou um deles) mas dizer que o BE o fez como partido é errado...
O BE serve para muito mais que isso...basta ir a assembleia para o ver...serve até para mais que o PC se só olharmos para a assembleia...eu sei que lá nas reuniões do PC vos dizem que o Bloco é a personificação do mal e que não os deixam pensar sobre a veracidade disso, se o fizerem são revisionistas...mas aconselhava-te a conhecer um pouco mais antes de falar do que não sabes...mas como disse ao nosso camarada(sei que não me vêm assim, mas eu vejo-os como camaradas, mesmo que me chamem revisionista :))gostaria de te mostrar que estás errada, o convite a paracontinuar a converça por mail tb é para ti...escrevam qq coisa para lá que eu respondo...

Sandra disse...

Sr. Augusto Emílio,
Os Senhores que tanto gostam de liberdade de expressão, sempre que a conversa não Vos interessa assumem a posição ditatorial de nos mandar embora, e até de nos mandar calar.
Pois bem, sendo o Exmo. um dos Colaboradores do Blog, tem 2 opções: ou muda o perfil do Blog, passando este a privado, em vez de publico, ou então, passa a censurar tudo aquilo que escrevo, se não o fizer, ter-me-á aqui sempre que me apetecer!
Para mais, este tópico do Blog chama-se: SOCIALISMO, se querem debater outro tipo de temas, escrevam sobre a Primavera, o Natal e o Algodão Doce, talvez arranjem consensos...enquanto o tema for político e altamente provocatório a nível ideológico, o meu papel será sempre defender os MEUS (fazendo minhas as vossas palavras)!
Os meninos assentam na perfeição na famosa frase «MAS, ISSO AGORA NÃO INTERESSA NADA.»
A mim interessa-me!
E repare, este Blog baseia-se essencialmente em ataques descarados à Esquerda, porque não escrevem sobre os vossos defeitos, talvez se olhassem ao espelho e exclamassem: Também me saíste um bom filho da mãe!
Monarquia é lixo! Bons costumes e tradição são balão sem ar! E nacionalismo é bárbaro, idiota e até mesmo criminoso!

Até já!

Adolfo disse...

Olha vão falar com o caralho!
Para aturar burros, já me basta os Grupos de PNR!
O Augusto Emílio ainda não percebeu (perceber, já percebeu) que a nível de produção intelectual é um zero, e nem que se foda todo, à esquerda!
Barreirinhas, tu és um coitado. Passas os dias sentado em frente à TV e confundes as velhas ranhosas que vão à Júlia Pinheiro com os Golpes de Estado nas Ilhas Comores.
Mestre de Aviz é um génio a dar voltas em redondo.
Soviet...tu és mentiroso, deves ter 15 anos, e se tiveres tás perdoado, senão tás todo colado...
Agora todos juntos: MAL EDUCADO! NÓS NÃO DIZIAMOS QUE OS COMUNAS SÓ SABEM DIZER ASNEIRAS?! AHHHHHHHH DESGRAÇADO!
É eloquente constatar que todas as correntes políticas juntas neste Blog não conseguem 1 ínfima parte dos votos que tem o PCP, mas continuem a mandar postais! MAIS UMA VOLTA NO CARROCEL! E se falassemos no numero de militantes, nós eramos a China, e Vocês eram a Madeira. Pela qualidade dos tópicos a que respondemos, vê-se quem sabe da coisa e quem pensa que a Revista Maria é um Atlas Universal...
E se há aqui alguém que pensa que tem sangue azul, o Estado dá um subsídio para isso.
O Barreiras, um gajo fala-lhe em alhos, ele responde em bugalhos; um gajo caga um bocadinho mais alto, fala assim em merdas que vocês não percebem, caldo entornado.O Gajo do Sítio do Pica-Pau Amarelo, é preciso ter a 1ª comunhão, senão é queimado na fogueira. Anda por aqui um anónimo que parece o Emplastro.
Vocês sabem, não é preciso sermos nós a dizer, que a maioria da População Portuguesa Vos considera parte integrante de uma cartel mafioso que serviram de sustentáculo ao Antigo Regime...aliás Vocês são tão fraquinhos, tão fraquinhos que no 25 de Abril renderam-se sem um tiro. São tão bons a falar de política como o Bochechas a falar francês...et voilá...
E agora boa noite, que vou ver um filme de paneleiros na RTP 2! AI! O MALCRIADÃO! E ainda hei-de ir ao blog do outro!

Augusto Emilio disse...

É triste a demonstração de buçalidade e baixo nível cada vez que fogem aos textos de pacotilha decorados com muito esforço e dedicação. Não me agradam de todo as vossas injúrias. Entendo que não consigam entender o que é um individuo, singular com as suas ideias pessoais, uma vez que não existem como pensadores próprios mas como prolongamentos de correntes poítcas, regimes sanguinários ou épocas históricas. A mim tanto se me dá que fiquem aqui a discutir o guarda roupa de lenin, ou as ordens sul americanas do castro, apenas achei de bom tom não saturar este blogue com assuntos que não enquadravam para o texto principal, e fiz um pedido.

Bem-haja! Mesmo para gente de mal.

barreirinhas disse...

Adolfo, és um coitado, passas a vida diante da TV a ver filmes de paneleiros!
E fica sabendo que escolho os programas de TV muito bem...a começar pelas denúncias das barbaridades soviéticas.

Vós tendes muita garganta nos países q vos dão liberdade; onde mandais sois uns Hitlerzinhos de pacotilha.

Aí vai:
Desde fim de Novembro, estima-se que tenham morrido 64 cubanos que tentaram atravessar o estreito entre Cuba e a Flórida.
Perantre o desprezo vil do regime , os cubanos preferem arriscar a vida do que viver no paraíso castrista...

Sandra disse...

Os dados do Centro Americano para o Progresso (CAP) são brutalmente alarmantes na medida em que afirmam que um em cada oito cidadãos norte-americanos, 12,5 por cento da população, 37 milhões de seres humanos, sobrevive na mais absoluta miséria.
A indigência afecta sobretudo os imigrantes, diz o CAP, com a comunidade proveniente da América Latina a ser a mais afectada, com 21 por cento de pobres.

SR. BARREIRINHAS, ASSIM SE ENCONTRAM OS UNICOS IMIGRANTES DE QUE TANTO GOSTA!!!

Adolfo disse...

Augusto, não me esforço minimamente por decorar qualquer tipo de texto, porém entendo perfeitamente que o mesmo não se passe consigo, e isto por variadíssimas razões,começando pelo facto de se mover por um ódio básico ao método de pensar em "colectivo", ódio este que só tem quem chama a si "razões universais" mesmo sabendo que estas se movem por invejas mesquinhas e por um egocêntrismo infantil.
Denoto tambem um certo complexo de inferioridade, não só moral como intelectual, talvez por saber no mais fundo de si que não se move por justiça, seriedade ou sentido de amor ao próximo no que diz respeito a sentimentos que devem ser inerentes a qualquer ser humano em relação á humanidade...
È um comodista que gosta de juntar palavras, de modo a que estas se tornem numa extensão vil e ignorante do carneirismo dominante que politica e socialmente lhe corrompem a alma...
Sou pessoa de bem, de muito bem, não é um rastejante adorador de "cuecas" e "chinelos" herdados dos Avós que me vai impôr uma tradiçãozinha suína, que se inspira num País obscuro governado por concordatas e dogmas emanados da hiérarquia da santa madre igreja.
O senhor não é Democrata, não é Fascista, não é nacionalista...
O senhor é uma soma de desilusões delirantes, vazio e choroso de ranho limpo aos punhos da camisola, abandonado nesse eterno parque infantil, perdido em birras e contradições de menino "classe média" de um qualquer bairro de suburbio...
Faz-lhe falta o Pão com marmelada ao lanche, o copo de leite, fruto de mãos produtoras e oprimidas, enquanto você limpava os bigodes imberbes num suspiro de profundo sorriso a admirar o Presidente do Conselho por cima da ardósia...
Não tenho saudades do passado, tenho esperança no futuro, e assim andarei por cá como andaram meus Pais meus Avós com as mãos sujas do trabalho mas com a cabeça erguida e a cara lavada, com a certeza que nunca roubámos nem matámos ninguem...O mesmo não se pode dizer de quem por meias palavras e hipócrisias desclassificadas, como o senhor,que assume a desigualdade como virtude,escarra na classe que o alimenta e caga com um amor muito nacionalista em cima deste Povo que lhe deu a liberdade para postar a sua imbecilidade burguesa em blog's Fascizantes na internet...

O Povo Unido Jamais Será Vencido!!!
È isto que lhe roi a alma e o torna impotente e insignificante aos olhos justos da Humanidade.

Mestre de Aviz disse...

Estamos a discutir o sexo dos anjos! Que me interessa a mim que o comunismo tenha matado x e o fascismo y? Nada! O que me interessa é Portugal! (Vá, diga lá que sou um génio a dar a volta as coisas). E quanto a Portugal ainda nada se falou... Podemos não ser muitos a votar (o que também não me interessa minimamente) mas queremos debater ideias, chegar a uma solução para voltarmos a ter um Portugal merecedor desse nome. Se para isso tivermos que ouvir o lavar de roupa suja das facções comunistas que seja, mas por favor com respeito. Acho que já se chegou à conclusão (e eu já disse até mais que uma vez) que tanto o comunismo e o fascismo são regimes sanguinários e despostas. Ora, não é isso que queremos para Portugal, pois não? Eu, pelo menos, não quero. Mas também não quero este regime de balburdia dominado pelos partidos sangue-sugas do sistema, que acham que liberdade é aquilo que eles pensam e não o simples acto de fazermos o que queremos (dentro dos limites da responsabilidade, mas isso já é filosofia). Portanto, se quiserem discutir seguindo estas linhas, muito bem, são bem-vindos, mas acho que já chega dessas cassetes comunistas, isso era no tempo do Estado-Novo em que vocês estavam presos e não podiam falar. Agora já podem dizer directamente e sucintatamente aquilo que pensam, o que significa dizerem que querem tudo igual para todos, nacionalização das propriedades e das empresas, etc.

Bem-Haja!

soviet disse...

Gostava de saber porque sou mentiroso, não, não tenho 15 anos, tu é que deves ter, se bem que depois de vos fazerem engolir a cássete não dá para perceber a idade que têm, pois é sempre a mesmo discurso, fale quem falar...não sou eu que em publico digo que que ia discutir comigo em qualquer lado...continuo à espera do mail, ou tens medo da possibilidade de ver que estás errado? só não escrevo primeiro porque não tenho o teu contacto...
Como já vi que era só converça, tal como quase todos os teus camaradas de partido foges de todos os debates sérios e quando te sentes pressionado recorres ao insulto e ao discurso agressivo e sem conteudo...isto mostra imaturidade (se calhar és mesmo tu o puto) ou então desespero...criticas tanto a extrema direita pela sua falta de tolerancia e de seriedade, mas és igual, só tu e os teus estão certos, todos os que tentam focar os erros do comunismo para poder corrigi-lo e fazer com que se mantenha na vanguarda é um revisionista a trabalhar para a burguesia, para vossês é melhor ignorar esses erros e continuar igual, por isso o comunismo caiu em muitos locais...por se ter tornado conservador e ter desistido de se melhorar...por ter cometido erros graves que fizeram o Povo esquecer todas as grandes conquistas alcançadas...é a pessoas como tu que devemos a queda da URSS e perdemos a grande oportunidade de mudar o mundo, de construir o socialismo pleno, acredito que um dia o alcansaremos, ou isso ou mundo "rebenta", o estado ambiental degrada-se a cada dia que passa, o tempo para fazer algo está a acabar e não vejo os governos a fazer nada que possa ser sufecientemente eficaz...até nisto a URSS errou pois foi uma das grandes potencias mais poluidoras, mas esses erros não devem ser enfrentados, admitidos e erradicados pois não? só se pode falar no que foi bom...lá estou eu a ser "revisionista" outra vez...
Em relação à "aliança" do BE em Lisboa, mais uma vez mentiste e não foste sério, o BE não deixa de criticar e estar contra a linha geral de actuação do PS, mas esta foi uma oportunidade de fazer algo bom a Lisboa, o Bloco não fica ao lado do PS quando não concorda com ele, por esse mesmo motivo pediu justificações ao PS por causa da "campanha" de despedimentos e já votou contra ele inumeras vezes, sempre que julgamos estarem ser a tomadas atitudes más para Lisboa...como por exemplo quando o PS resolveu entregar 400 mil euros à organização do EUROMILHÕES Lisboa-Dacar, uma empresa privada que apresenta milhões de euros de lucro e que os únicos retornos para Lisboa são os porpocionados pelo turismo. Numa altura em que se teve de pedir um empréstimo para poder pagar a fornecedores não me parece que tenha sido uma atitude correcta, ainda para mais se olharmos para as associações de apoio social sem apoios, para os défices urbanisticos e sociais, etc...julgo haverem casos mais prioritarios ou não? mas o PCP votou a favor disso não foi? assim como votou tanbém a favor que essa mesma empresa não pagasse os impostos autárticos devidos...se fosse uma pequena empresa ou associação a tentar faze-lo de certeza que não tinham a mesma compreensividade...ao vêr isto que lhe parece vendido à burguesia?
Tens a memória muito curta, o PC tanbém já se aliou ao PS anteriormente e olhando para trás não me parece que tenham feito um grande trabalho...
Até na Festa do Avante deste ano estava a telepiza e outra conhecida rede de fast food(empresas estas nada exploradoras dos funcionários)...

Augusto Emilio disse...

Caro Adolfo,

Farto da sua conversa de ditadura do proletariado e da tortura para o bem do operário. Se só sabe ofender porque eu prefiro o individuo ao rebanho, a liberdade à sujeição ao todo, a justiça ao roubo a quem tem para oferecer a quem nada dá, é consigo. Não me apoquentam palavras de seguidores de seitas, muito menos assentes em injúrias demagógicas, de quem não me conhece de lado nenhum, a minha origem, o quanto trabalho e por quanto o faço, a rectidão de príncipios que sigo. Tenho pena que não seja capaz de usar a cabeça, cansou-me a sua falta de educação e discurso reaccionário sedento de sangue. Euforia tipica dos descontrolados e fanáticos, o mundo já viu muitos desses e ainda os vê, o seu chaves por exemplo, despeço-me, no seu caso sem consideração. Conheço muitos comunas sérios, e sei de viva fonte que para eles seria um embaraço.

Bem-haja!

Adolfo e Sandra disse...

Passando de um tom jocoso, para um tom bastante sério, e para que a mentira não fique impune, vamos relatar dados públicos e oficiais que podem ser facilmente consultados por qualquer cidadão.
Porque de boas intenções está o Inferno cheio, deixamos aqui uma retrospectiva do antes e a perspectiva actual da actuação do Bloco Esquerda na Câmara Municipal de Lisboa.
Após a vitoria do PS em Eleições para a CML, o BE foi convidado, a troco do Pelouro dos Espaços Verdes, Jardins e Cemitérios, a fazer parte do Executivo Camarário.
É de lembrar que esta coligação não tem a maioria na Vereação da CML, e tem a oposição na maioria do PSD na Assembleia Municipal.
O BE que na sua Campanha Eleitoral teve uma postura populista, assumiu promessas que logo foram esquecidas aquando da sua entrada em cena no Poder Local Lisboeta. Vejamos o Antes e o Depois:
Antes:
O BE manifestou-se contra qualquer premuta dos terrenos da Feira Popular e do Parque Mayer.
Depois:
Acordou como plausível essa mesma permuta.
Antes:
O BE manifestou intenção de extinguir a EMEL, a EMARLIS e a GEBALIS.
Depois:
Manteve como único objectivo a extinção da EMARLIS; dando continuidade, depois de reavaliação, à GEBALIS e à EMEL.
Antes:
O BE numa das suas maiores bandeiras de Campanha, prometeu impedir novas Urbanizações na Frente Ribeirinha, na DocaPesca, e entre o Terreiro do Paço e Sta. Apolónia.
Depois:
Num volte face que manifesta um oportunismo desmesurado, aceita o debate e a subsequente aprovação para a construção e a urbanização no local onde antes era impensável urbanizar.
Antes:
O BE pôs sérias reservas à aprovação do loteamento dos terrenos para construção do Sporting Clube de Portugal, assumindo que o processo era pouco claro, e com laivos de possível corrupção...
Depois:
Pasme-se o BE, que sempre afirmou que iria votar contra a aprovação tais loteamentos, absteve-se, enquanto o PCP e o PSD votaram contra.
Na Proposta 12/CA/2007, o PS propõe a insenção de taxas para a realização do «Festival dos Oceanos», uma vez mais o BE junta a sua abstenção aos votos que aprovaram tal isenção, ou seja PS e PSD, enquanto PCP, PEV e CDS votam contra.
O Orçamento da Câmara Municipal de Lisboa teve a oposição do PCP e do Movimento Cidadãos por Lisboa, a abstenção do PSD e do Movimento por Lisboa (Carmona Rodrigues), e é aprovado pelo PS e....o BE!
Dos presumíveis 1.200 despedimentos na CML, em 98% dos casos irão recaír sobre: cantoneiros, funcionários das Bibliotecas, da Saúde e da Educação; em detrimento dos assessores que têm ordenados chorudos. Uma vez mais, ao contrário do que o Soviet afirma, foi denunciado pelo PCP, e o BE adoptou uma postura conivente com esta cultura de despedimentos, umas vezes com o silêncio cúmplice, outras sendo parte activa na dispensa (despedimentos) dos Trabalhadores. Senão veja-se, o STML (www.stml.pt) está no terreno a solicitar explicações acerca do novo modelo de contrato que a maioria PS/BE está a apresentar aos recibos verdes:
«CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS/AVENÇA
Entre o Município de Lisboa... adiante designado primeiro outorgante
e
... adiante designando segundo outorgante
Considerando o processo em curso de uniformização dos contratos de prestação de serviço/avença celebrados com a CML, no sentido de todos apresentarem a mesma redacção;
É celebrado e reciprocamente aceite o presente contrato de prestação de serviço/avença, em substituição da redacção do anterior contrato celebrado pelas mesmas partes, nos termos das clausulas seguintes, que os contraentes se obrigam a cumprir:
CLAUSULA 1ª (Objecto do Contrato)
O presente contrato tem por objecto a prestação de serviços de _________ nas instalações do Departamento/Divisão, ou noutros a definir, conforme acordo com o primeiro outorgante.
O serviço a prestar pelo segundo outorgante consiste em ________, sendo que reúne aptidões especialmente comprovadas nesta área, a que acresce a experiência.
CLAUSULA 2ª (Prazo e renovação)
O presente contrato teve início a __________ (colocar data inicial do 1ª contrato), sendo que com a presente redacção se renova e produz efeitos de 1 de Janeiro de 2008 a 30 de Junho de 2008, podendo ser renovado sucessivamente por períodos de 6 meses, desde que o primeiro outorgante comunique tal intenção ao segundo e este a aceite.
CLAUSULA 3ª (Remuneração)
Pela prestação de serviços referidos na clausula primeira, o primeiro outorgante pagará ao segundo...
A remuneração será revista anualmente com base na taxa determinada na revisão anual das remunerações da Função Pública, que incidirá no valor daquela sem IVA.
O segundo outorgante não recebe, pelo presente contrato, quaisquer outras remunerações complementares, designadamente subsídio de refeição, de Natal ou de férias.
CLAUSULA 4ª (Pagamento)
O pagamento da remuneração mensal estabelecida na clausula anterior será efectuado de acordo com as disposições legais que regulamentam a realização e processamento de despesas nos Serviços da Administração Pública, contra a apresentação do recibo modelo 6, a que se refere a alínea a) do nº 1 do art. 115ª do CIRS.
CLAUSULA 5ª (Situação jurídica)
O presente contrato não confere ao segundo outorgante a qualidade de funcionário, nem de agente administrativo, não ficando este sujeito à subordinação hierárquica, horário de trabalho, nem regime legal da Função Pública.
CLAUSULA 6ª (Obrigações)
O segundo outorgante obriga-se a respeitar as regras de convivência exigíveis para a prestação de serviços em locais frequentados por trabalhadores e público.
O segundo outorgante obriga-se a manter sigilo absoluto de toda a informação e documentação a que tiver acesso na prestação de serviços que realizar para o primeiro outorgante.
O primeiro outorgante obriga-se a fornecer ao segundo outorgante os meios necessários para a boa execução dos serviços, ficando estes à sua guarda e responsabilidade e devendo devolvê-los, quando for o caso, no prazo máximo de dois dias úteis, sempre que solicitados.
CLAUSULA 7ª (Incumprimento)
Em caso de violação grave ou reiterada dos deveres que assistem ao segundo outorgante, tem o primeiro outorgante a faculdade de resolver imediatamente o presente contrato.
CLAUSULA 8ª (Resolução do contrato)
O presente contrato pode ser resolvido a todo o tempo e sem direito a qualquer indemnização, desde que um outorgante comunique tal intenção ao outro com a antecedência mínima de 60 dias.
CLAUSULA 9ª (Regulamentação do contrato)
O presente contrato é celebrado nos termos da alínea ___ do nº 1 do art. 81ª do Decreto-Lei nº 197/99 de 8 de Junho.
Por quaisquer matérias não expressamente reguladas no presente contrato de prestação de serviços/avença, relativas à sua apresentação e execução, será directamente aplicável o art. 7º do Decreto-Lei nº 409/91, de 17 de Outubro, ao abrigo do qual é celebrado, visando a satisfação de necessidades não permanentes do primeiro outorgante, sem sujeição hierárquica nem horário de trabalho e baseando-se em razões de experiência profissional por parte do segundo outorgante.
CLAUSULA 10ª (Actualização de dados)
O segundo outorgante compromete-se a manter actualizados todos os dados pessoais para efeitos do presente contrato, comunicando por escrito ao primeiro outorgante qualquer alteração aos mesmos.
CLAUSULA 11ª (Produção de efeitos)
O presente contrato será celebrado após aprovação prévia da minuta pelo adjudicatário, e produz todos os seus efeitos a partir da data da sua assinatura, em virtude de não estar sujeito a fiscalização prévia do Tribunal de Contas por não exceder o montante...
CLAUSULA 12ª (Foro)
Para as questões emergentes do presente contrato, as partes estabelecem o foro do Tribunal da Comarca de Lisboa, com expressa renuncia a qualquer outro.» (doc. oficial)
É esta a esquerda humanista defendida pelo Bloco, humana porque despede seres humanos, em bloco porque despede em massa, fascizante porque despede operários, mentirosa porque mente aos cidadãos de Lisboa, lírica porque tentam fazer passar a mentira em Blog's, quando se sabe que existe actualmente uma fractura de fundo de várias correntes dentro do Bloco Esquerda, e isto afirmado pelos mesmos.
Não nos impressionamos com imprecisões, nem com o ser Delegado a isto ou àquilo, pois nem ainda existia BE, e certas pessoas não conheciam sequer a UDP, nem o MDP, e nós já eramos Delegados aos Congressos do PCP, às Assembleias da DORL, e a Conferências Nacionais. No PCP pensa-se com liberdade, mas não se mente com liberdade!

Adolfo disse...

Augusto, podia supor que estaria a falar com um naíf, que se impressionaria facilmente com acusações que os Comunistas são ditadores tiranos e comem criancinhas ao pequeno almoço...
Quando reparou que se tinha enganado tomou posse do papel de donzela ofendida e caíu frequentemente em lugares comuns, descontente com o "desfloramento" da sua sacra virgindade intelectual.
No que diz respeito às seitas, passo a explicar morfologicamente a composição do termo aplicado.
O conceito essencial de seita conecta-se com o de heresia, já que este significa o conjunto de ideias que, em princípio e face às consideradas dominantes, destas divergem e devem, portanto, ser rejeitadas. A questão da rejeição é, naturalmente, tão pura e simplesmente, apenas imposição do poder da estrutura ideológica que está no domínio.
A palavra seita provém do latim secta (de sequi, que significa seguir), um curso de acção ou forma de vida, designando também um código comportamental ou princípios de vida ou ainda uma escola de filosofia ou doutrinas. Um sectatori é um guia leal, aderente ou seguidor.
Do ponto de vista legal, os estados ocidentais passam a reconhecer as seitas religiosas como denominações religiosas quando estas obtêm registro oficial como pessoa jurídica, embora a perseguição religiosa e as injunções de manipulação de poder nem por isso se extingam. Com efeito, têm sido uma prática constante ao longo dos tempos para os grupos considerados como seitas.
Embora saibamos todos que o Comunismo não é uma Seita, mas sim uma filosofia científica, as instituições vigentes mantêm um comportamento de perseguição e manipulação tentando denegrir a acção política, legalmente consagrada pelo Estado de Direito, a um movimento que assume a Liberdade como a expressão maior de emancipação Humana.
Se tivessemos que designar depreciativamente os membros que formam uma Seita, na sua concepção, o papel assentar-lhe-ia como uma luva, pois essa maneira de assumir o políticamente correcto, a predominância egocêntrica de afirmação do indíviduo, relegando para um plano inferior a sociedade e o espírito de igualdade e solidariedade, entre os povos, insere-o na corrente carneirista do American way of life, baseado no poder supremo da falsa democracia, do deus omnipotente, e da imposição dos seus princípios a todos aqueles que lutam por um bem comum e universal.
A sua educação, a minha educação não são arma de arremesso para saber qual de nós quer o melhor para este mundo, porque se assim fosse, mesmo a roçar o mal educado, nunca teria a postura ordinária que o senhor adopta defender a cultura de desigualdade entre os Povos...É triste mas, comum que sempre que se discute política, e é necessária uma posição de auto-defesa, todos conhecem algum Comunista «Sério, Simpático, Educado, Bem formado e bem informado», como se fosse uma excepção dentro do PCP...Quando estes são de facto a maioria do nosso grande Colectivo Partidário.
O senhor não me conhece como eu não o conheço a si, no entanto eu defendo uma política de igualdade entre nós, enquanto você defende precisamente o oposto...

Resolução
I
Considerando nossa fraqueza
Os senhores forjaram suas leis
Para nos escravizarem
As leis não mais serão respeitadas
Considerando que não queremos mais ser escravos.
Considerando que os senhores nos ameaçam
Com fuzis e com canhões
Nós decidimos: de agora em diante
Temeremos mais a miséria que a morte.

II
Considerando que ficaremos famintos
Se suportarmos que continuem nos roubando
Queremos deixar bem claro que são apenas vidraças
Que nos separam deste bom pão que nos falta.
Considerando que os senhores nos ameaçam
Com fuzis e com canhões
Nós decidimos: de agora em diante
Temeremos mais a miséria que a morte.

III
Considerando que existem grandes mansões
Enquanto os senhores nos deixam sem teto
Nós decidimos: agora nelas nos instalaremos
Porque em nossos buracos não temos mais condições de ficar.
Considerando que os senhores nos ameaçam
Com fuzis e com canhões
Nós decidimos: de agora em diante
Temeremos mais a miséria que a morte.

IV
Considerando que está sobrando carvão
Enquanto nós gelamos de frio por falta de carvão
Nós decidimos que vamos toma-lo
Considerando que ele nos aquecerá.
Considerando que os senhores nos ameaçam
Com fuzis e com canhões
Nós decidimos: de agora em diante
Temeremos mais a miséria que a morte.

V
Considerando que para os senhores não é possível
Nos pagarem um salário justo
Tomaremos nós mesmos as fábricas
Considerando que sem os senhores, tudo será melhor para nós.
Considerando que os senhores nos ameaçam
Com fuzis e com canhões
Nós decidimos: de agora em diante
Temeremos mais a miséria que a morte.

VI
Considerando que o que o governo nos promete sempre
Está muito longe de nos inspirar confiança
Nós decidimos tomar o poder
Para podermos levar uma vida melhor.
Considerando: vocês escutam os canhões -
Outra linguagem não conseguem compreender -
Deveremos então, sim, isso valerá a pena
Apontar os canhões contra os senhores!

Bertolt Brecht

Mestre de Aviz disse...

Estou farto. O próximo comentário idiota será eliminado.

Boa noite

Soviet disse...

Quando nos assumimos contra algo, geralmente é contra os moldes em que está a ser feito e não obstinadamente contra...isso é uma atitude do PC, é o PC que utiliza as palas nos olhos como uma das suas maiores virtudes...só um burro não muda de opnião e só um otário não aceita debater certos temas, ainda para mais quando se efectuaram alterações a esses mesmos temas...mais uma vez quem mentiu foram vossês, mentiram e tentam manipular quem vos ouve, empregam um discurso tendencioso e que propositadamente omite factos importantes para o entendimento dos assuntos em causa...parece que populista são vossês...eu venho duma cidade de interior(Torres Novas) onde a maioria é PS e onde o PC tem muita força (apesar de estar a perdê-la, como em todo o país) e ai a actuação do PCP é descaradamente de submissão ao PS, tudo para manter um lugar de "destaque" junto do executivo...por isso não me venhas falar que o BE é populista...eu estou habituado a ver o PC fazer campanhas e depois vê-los ao lado do poder que criticaram...
É engraçado que não tenha comentado nada do que lhe disse, como o Dakar por exemplo...o BE votou a favor da isenção de impostos para o dito festival porque as contrapartidas dadas a Lisboa eram maiores que as do dakar,sendo que quem organiza um não se pode comparar ao outro...
Quanto à fractura de fundo entre as várias correntes do Bloco, eu sei que é incompreensivel para vossês mas no BE pode-se ter diferentes opniões, pode-se criticar, pode-se discutir, não se tem que ser cego e baixar a cabeça quando não se concorda, os nossos militantes têm total liberdade de expressão e de critica, não estão obrigados a prestar culto cego á direcção e a concordar com tudo o que lhes é dito e imposto...
E o que dizes sobre que vi no avante...fizeram um acordo com essas empresas exploradoras para que não despedissem os trabalhadores precários? e em relação ao dakar, ai já não se compara com o que o BE fez porquê? qual é a grande justificação?
Vossês mais uma vez mostram a vossa hipocrisia...criticam-nos mas fazem pior...e como tu mesmo disseste, hà muito mais tempo...
Mais uma vez te pergunto quando escreves para o mail...é que sou obrigado a concordar com os senhores deste blog...aqui não é local para discutir isto...não tem nada a ver com os temas aqui em debate...uma coisa é vir comentar temas aqui debatidos, outra coisa é estar discutir assuntos "nossos"...se fosse num blog do PC que estivessem a discutir diferentes ideologias de direita tu gostavas e admitias? sê verdadeiro na resposta e não me venhas com mais um discurso à PC, pois tu tanbém não ias curtir...
Não concordo em nada com as vossas idéias, desprezo-as mesmo...mas queria dizer-lhes que têm razão, que este assunto em nada tem a ver com este blog e com o tema deste post...por isso mesmo me desculpo...
Mais uma vez vos desafio a continuar a discussão por mail..sei que não vale a pena...vossês devem ter que ir pedir primeiro ao comité central autorização e ele não os vai deixar falar com "revisionistas", pois podem abrir os olhos e começar a pensar pelas vossas cabeças...isso é algo inadmissivél para um comunista ortodoxo e cego do PC...

soviet disse...

Gostaria só de te lembrar de mais uma coisa..nas ultimas comemorações do 25 de Abril mostraram mais uma vez o vossofanatismo desenfreado e sem sentido, quando a JCP, teleguiada pelo comitécentral vetou a participação do Ricardo Araujo nas comemorações...é engraçado que sempre foi a JCP a indicar o orador da juventude, quando alguém, e bem, tenta fazer uma proposta que visava trazer a juventude para mais proximo de Abril vosses recusam...será porque o Ricardo já foi militante do PC e agora tem dado o seu apoio ao Bloco? é bom que saibam que o 25 de Abril não é vosso, podem ter tido um grande papel no mesmo mas isso não lhes dá o direito de monopolizar uma comemoração que é de todos os Portugueses...
Mais uma vez peço desculpa aos autores deste blog...foi o meu ultimo comentário a este tema...espero que os detentores da verdade absoluta me dêm o privilégio de discutir comigo este assunto num local apropriado...

Adolfo disse...

A JCP é um Organismo independente do PCP.
Não se submete a qualquer critério de disciplina partidária ou de voto.
O PCP não monopoliza as comemorações do 25 de Abril, o Comité Central não emana ordens de orientação sobre a forma como deve ser comemorado o 25 de Abril, as comissões de concelhia do partido e comissões de freguesia fazem as comemorações que bem entendem...
O Comité Central, não é o orgão "máximo" e decisor do Partido, esse papel cabe ao Secretariádo.
O 25 de Abril é de todos os Portugueses, é nesse prisma e sobre esse "ângulo de visão" que o PCP lutou durante toda a sua História.
Só muda quem está mal...como temos a certeza que nos movemos por um ideal nobre, e que lutamos pela solução dos problemas do povo, não mudaremos nem "viramos a casaca", isso só o fazem os vendidos e os traidores.
È claro que fizemos muito pelo 25 de Abril, o que muito nos honra e orgulha é tambem esse património que nos insere no grupo daqueles que partilham de um património moral que inspira o maior dos respeitos baseado nos mais altos principios da Liberdade.
O dakar é conhecido mundialmente, a comparação entre um festival que ninguem conhece, e uma prova que tem projecção a nível mundial é no minimo ridicula.
O contrato de prestação de serviço/avença, é um documento oficial da CML, elaborado pelo PS e o Bloco de Esquerda, se deixar de ser Taliban pode consultá-lo na net.
O termo otário deve referir aqueles que com um masoquismo típico dos perdedores crónicos tem como Horizonte político não perderem unica Câmara que conseguiram por sufrágio, que têm menos votos menos militantes menos acção, menos História, menos Quadros, e ainda por cima menos escrúpulos, ao ponto de cooperar com a política de direita do PS.
Palas nos olhos só mesmo para o BE que além de não se "Mancar" ainda quer pôr palas nos olhos do povo.
No PCP posso Criticar quem quero, quem o merece, faço-o várias vezes já á 20 e tal anos, se critíco para sustentar o meu ego, isso era só imbecil, como se vive uma democracia plena no PCP, acato as decisões da maioria, quando estou em minoria, como todos os outros acatam as minhas e dos demais camaradas quando estamos em maioria, não há votos de previlégio, as moções são apresentadas votadas e aprovadas ou não, se no Bloco todos respeitam a decisão de uma minoria ou do Presidente ou Secretário do Partido e é essa que vale, azar, então o 25 de Abril ainda não chegou ao Bloco.
Não peço autorização a ninguem para falar, nunca pedi nem pedirei, eu sou um indíviduo inserido num colectivo, não um colectivo dentro de um Individuo,muito embora como livre pensador e ser de Consciente respeito o Colectivo onde me insiro e não cuspo na sopa que como.
Irei ao seu mail ou ou seu blog quando me aprouver, não por imposição ou por complexo de "rebate" Juvenil.
Quanto ao Mestre de Avis, se quiser censurar este comentário esteja á vontade, não é por me calarem que calarão a verdade.

barreirinhas disse...

Ó Sandra, se os imigrantes vivem tão mal nos EUA, porque é que todos os anos há milhões que querem emigrar para lá?

E porque é que há 11 milhões de imigrantes ilegais que não querem por nada ser expulsos, tendo realizado várias manifs contra propostas de lei que visavam asua expulsão?
Ou esses dados que refere não partem dum conceito de pobreza que corresponde aviver muito bem, por exemplo, em Cuba?

Descanse, que a imigração para os EUA vai continuar...

anti-americanos-hipócritas-fascistas disse...

alguns imigrantes portugueses são escravisados noutros paises e não é por isso que certos portugueses vão deixar de ir para o estrangeiro através de empresas obscuras....a isso se chama desespero e a busca do "sonho europeu" ou do "sonho americano"...agora a realidade é que mais de 2 terços deles nunca vão vingar e acabarão explorados ou de regresso a casa...uma coisa é o "sonho" que nos é vendido nos filmes e na tv, outra coisa é a realidade...eu já estive nos EUA e vi como aquilo é...e o barreiras? já lá foi?

barreirinhas disse...

Já fui aos States, já, mas isso é secundário, porque o q interessa é a opinião dos imigrantes q lá estão!
E esses, mesmo ilegais( sem nenhuns direitos, explorados, blá, blá) manifestaram-se contra leis q o Congresso queria aprovar visando a sua expulsão.
E estima-se q sejam 11 milhões.
Porque é q não se revoltam contra a exploração e vão para os paraísos socialistas como Cuba, ali bem ao lado???
Pelo contrário, os cubanos é q fogem para os EUA:

Anónimo disse...

Querem revolução?
Então aqui vai:
Em Portugal, nos últimos 200 anos, há uma revolução em média a cada 40 anos.
O 25 de Abril de 1974 foi há 34 (certo?). Basta fazer contas, olhar para as contas públicas e ouvir o Povo nas ruas (saiam à rua e fiquem atentos aos assuntos).

Augusto Emilio disse...

Revolução é coisa de burguesinho descontente, o povo sempre fez guerras. E só as faz quando se justifica.

Bem-haja!

Anónimo disse...

O Povo a fazer guerras ou a ir (mandado) para as Guerras?
Não entendi.

Augusto Emilio disse...

Fazer, o que não implica que todas as guerras sejam feitas pelo povo. Implica apenas que o descontantamento do povo se traduz em guerras, e o da burguesia descontente em revoluções.

Bem-haja!

Anónimo disse...

Entendi... O Povo revolta-se....pois!
Já agora: Quem é o Povo? E você Augusto é o quê? (desculpe a pergunta).

Augusto Emilio disse...

Não entendeu, o povo indigna-se e faz guerras, não se revolta. O povo de um país são os seus (do país) habitantes. E eu obviamente sou um dos habitantes deste país.

Bem-haja!

Anónimo disse...

Caro Augusto: Eu, considero-me "burguês" sem qualquer problema ou preconceito. Contudo também habito neste país e nesse caso também sou Povo. Sem qualquer problema!
Agora...que o Povo não se revolta...não me parece. A revolta é uma das soluções que o Povo encontra para repor a sua "ordem".
Guerra, é já uma luta entre nações ou partidos. E inclusive pode ser no seio de um Povo (guerra civil). Guerra é luta! Revolução é revolta!
Assim a guerra é a consequência de uma revolta ou revolução.

Zé merdas disse...

Esta pagina é um antro de nazis e de comunas... É uma pouco vergonha. Deviam é ir para a escola estudar historia em vez de comer cagalhão.

Sandra disse...

Como o próprio nome indica...só podia saír merda!

日月神教-向左使 disse...

AV,無碼,a片免費看,自拍貼圖,伊莉,微風論壇,成人聊天室,成人電影,成人文學,成人貼圖區,成人網站,一葉情貼圖片區,色情漫畫,言情小說,情色論壇,臺灣情色網,色情影片,色情,成人影城,080視訊聊天室,a片,A漫,h漫,麗的色遊戲,同志色教館,AV女優,SEX,咆哮小老鼠,85cc免費影片,正妹牆,ut聊天室,豆豆聊天室,聊天室,情色小說,aio,成人,微風成人,做愛,成人貼圖,18成人,嘟嘟成人網,aio交友愛情館,情色文學,色情小說,色情網站,情色,A片下載,嘟嘟情人色網,成人影片,成人圖片,成人文章,成人小說,成人漫畫,視訊聊天室,性愛,正妹牆,情色視訊,愛情小說,85cc成人片,成人貼圖站